publicidade

Crianças cegas no Morumbi pela inclusão social

São Paulo receberá no próximo domingo grupo com deficiência visual

O São Paulo Futebol Clube, em parceria com a Fundação Dorina Nowill para Cegos, levará para o campo o tema da inclusão de pessoas com deficiência por meio de ação social com crianças cegas e com baixa visão atendidas pela instituição beneficente.

No próximo domingo, na partida contra o Rio Branco-SP, no Morumbi, crianças com deficiência visual, atendidos pela Fundação Dorina Nowill para Cegos, entrarão em campo de mãos com seus pais e voluntários da instituição.

A ação possibilita, por meio de momentos de lazer, um resgate de vivências e contato com novas experiências, questões fundamentais em sua reabilitação e desenvolvimento.

"A maioria dos nossos clientes são carentes de oportunidades como esta, o que nos motiva em pensar atividades nunca antes experimentadas por eles", comenta Cristina Felippe, gerente do atendimento especializado da instituição.

Os voluntários também levarão a campo faixas com informações relacionadas à inclusão. Voluntários, deficientes visuais e seus acompanhantes assistirão ao jogo no Setor de Deficientes do Estádio, um dos poucos no Brasil a possuir um setor exclusivo com espaço para cadeiras de rodas, banheiros acessíveis e adaptações para outros tipos de deficiência.

A ação oportuniza a equidade social presente nas atividades esportivas, bem como a ampliação do universo cultural e convivência em grupo. O futebol é uma paixão mundial e as pessoas com deficiências visuais estão entre seus fãs e adeptos ressaltando que, além de responsabilidade social, é importante investir em acessibilidade.

Além desta atividade, ao longo de 2010, São Paulo Esporte Clube e Fundação Dorina desenvolverão outras atividades em parceria, para promover e facilitar inclusão social de pessoas com deficiência visual.

Sobre a Fundação Dorina Nowill para Cegos:

A Fundação Dorina Nowill para Cegos há 64 anos facilita a inclusão social de crianças, jovens e adultos cegos ou com baixa visão, por meio de reabilitação, e produção de livros e revistas acessíveis que permite às pessoas com deficiência visual acesso ao mundo do conhecimento e da informação.

Com a maior imprensa braille da América Latina, a instituição tem capacidade para impressão de mais 45 milhões de páginas braille por ano. A Fundação Dorina Nowill produz livros didáticos, literatura e best-sellers. No local também são produzidos cardápios, partituras musicais, catálogos, cartões de visitas e outros materiais de prestação de serviços às empresas e à comunidade.

VEJA TAMBÉM
- CHAPÉU NO RIVAL? São Paulo negocia com craque do futebol europeu que está na mira do Flamengo
- A CAMINHO DO RIVAL! Com a autorização do presidente, Santos aprova contratação de ex-São Paulo
- NOVA CHANCE! São Paulo reconsidera volante descartado por Zubeldía e pode receber nova chance


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 9 5

Comentários (1)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.