publicidade

Reunião nesta segunda sacramentará o retorno de Cicinho para o São Paulo

Acordo valerá até o dia 20 de agosto e o jogador deverá desembarcar na capital paulista na manhã da próxima terça-feira

Uma reunião que acontecerá às 11 horas da manhã desta segunda-feira na Itália (oito da manhã no horário brasileira) sacramentará a contratação do lateral-direito Cicinho, que pertence ao Roma (ITA), pelo São Paulo. As duas partes já entraram em acordo verbal e falta apenas colocar tudo no papel. O acordo será por empréstimo até o dia 20 de agosto e o jogador, inclusive, será inscrito já na primeira fase da Taça Libertadores da América.

O clube do Morumbi, teoricamente, deveria entregar na noite desta segunda-feira a lista dos 25 inscritos que disputarão a primeira fase da competição sul-americana. Mas uma brecha no regulamento permitirá que isso aconteça na quarta-feira. O São Paulo vai esperar a documentação de Cicinho para poder inscrevê-lo na CBF e terá de pagar uma multa para a Conembol (Confederação Sul-Americana de Futebol) para entregar a lista mais tarde.

Longa novela

A negociação entre as partes se arrasta há meses. Desde o início do ano, o técnico Ricardo Gomes deixou claro que precisaria de um lateral-direito para que pudesse implantar seu esquema favorito, o 4-4-2. Na primeira negociação, tratada diretamente pelo presidente Juvenal Juvêncio, não houve acordo salarial.

Cicinho, que ganha R$ 800 mil mensais no Roma (ITA), pediu R$ 250 mil mensais para fechar com o clube. O São Paulo respondeu com R$ 130 mil e depois chegou a R$ 180 mil mensais.

No meio do caminho, a equipe italiana recebeu uma proposta do Manchester City (ING) pelo seu outro lateral, Marco Motta, e brecou a negociação de Cicinho com o Tricolor. Só que, na hora H, não houve acordo entre o jogador e o clube inglês, que voltou a fazer parte do elenco romano. E Cicinho voltou a ser a terceira opção.

Juvenal saiu de cena e entrou em ação o diretor de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, que voltou de férias dos Estados Unidos. Em nova rodada de negociações com o lateral, chegou ao limite: R$ 200 mil mensais. E, desta vez, Cicinho, que neste domingo viu das tribunas do estádio Artêmio Franchi, em Florença, a vitória da sua equipe sobre a Fiorentina por 1 a 0, resolveu aceitar.

Antes da partida realizada em Barueri, o diretor de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, deixou claro que a negociação está nos instantes finais.

- É uma negociação que já se arrasta há alguns meses. Precisamos trabalhar rápido porque, além de fechar com o clube, precisamos agilizar a parte burocrática, como inscrição no BID e na Conmebol. Vamos ver o que acontece – afirmou o dirigente.

Ricardo Gomes, finalmente, terá o lateral-direito que tanto sonhou. E Jean, que havia acabado de ganhar a camisa 2, vai voltar a usar a 15 e irá aumentar a briga por uma vaga no meio-campo, já que é constantemente elogiado pelo treinador por seu poder de marcação.

Cicinho retornará ao Tricolor após cinco anos. Contratado no início de 2004, ele logo se tornou dono da posição e, no clube do Morumbi, conquistou os títulos do Campeonato Paulista, da Taça Libertadores da América e do Mundial de Clubes da Fifa de 2005. Logo depois, foi negociado com o Real Madrid (ESP) que, temporadas depois, o vendeu para o Roma (ITA).

VEJA TAMBÉM
- VAI PRO RIVAL? Chegada de James Rodríguez a um rival após rescisão com São Paulo tem aprovação da torcida
- A CAMINHO DO RIVAL? São Paulo e Corinthians buscando a contratação de meia do Santos
- EMPATE FORA DE CASA! São Paulo não mantém sequência de vitórias e tem prejuízos na sequência do Brasileirão


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 30 7

Comentários (44)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.