publicidade

Descanso para a fera

Ricardo Gomes distribuiu os coletes de titulares e a ausência de Hernanes logo foi notada. O treinador, minutos depois, explicou o motivo em entrevista coletiva. Preocupado em perdê-lo por contusão, ele decidiu poupá-lo contra o Barueri amanhã no Morumbi.

Hernanes é quem mais vezes entrou em campo neste ano ao lado de Jean, Richarlyson e Rogério Ceni - participou de oito dos nove jogos na temporada. Os exames realizados pelo departamento de fisiologia mostram um pequeno risco de lesão muscular. “Ele passou por aquele processo do Richarlyson e do Jean. Se você coloca para jogar, corre o risco de perdê-lo. O Hernanes vem fazendo uma sequência grande de jogos e posso pôr o pé no freio com ele. Hoje preparei o time sem o Hernanes.”

O temor se justifica em uma rápida análise do elenco. Ricardo Gomes não tem um substituto para Hernanes. Ninguém hoje pode desempenhar um papel idêntico ao do camisa 10. Ele está atuando pelo lado direito, aberto, dando espaço para os avanços de Cicinho e chegando pelo meio para arrematar ao gol.

“Não tenho outro no elenco parecido com o Hernanes. É um jogador com uma capacidade incrível de chegar na área, armar o time. Por isso preciso preservá-lo, sem dúvida.”

Hernanes ficará fora contra o Barueri, mas volta para o clássico de domingo contra o Palmeiras no Palestra Itália. O volante, com os dias que ganhará de descanso, terá condições de chegar 100% para enfrentar também o Once Caldas dia 25 na Colômbia, pela segunda rodada da Libertadores.

Cicinho avançado

Prova da importância de Hernanes ficou clara na escalação que o treinador pretende colocar contra o Barueri. Sem ele, Ricardo Gomes optou por adiantar Cicinho para jogar pela direita na segunda linha de quatro homens, numa tentativa de minimizar a ausência do camisa dez.

No coletivo realizado ontem pela manhã no CT da Barra Funda, Cicinho, que jogou na primeira linha contra o Ituano sábado, foi quase um ponta pela direita, chegando ao fundo para os cruzamentos e também para finalizar jogadas. Em uma delas, Jorge Wagner desceu pela esquerda e cruzou para o lateral marcar de cabeça.

A segunda linha, além de Cicinho, contou com Jean, Richarlyson e Cléber Santana. A primeira teve Renato Silva, Xandão, Miranda e Jorge Wagner. No ataque, Ricardo Gomes reconduziu ao time titular Washington e Marcelinho Paraíba, que foram poupados do jogo em Itu.

Focado

O crescimento de Hernanes na temporada coincide com o fim da janela de transferências. O volante está trabalhando com mais tranquilidade depois que ficou definido que ficaria.

Ele foi disparado o melhor do Tricolor nas vitórias sobre Monterrey e Ituano.

VEJA TAMBÉM
- Substituição de Rodrigo Nestor preocupa torcedores do São Paulo
- OUTRA DERROTA! São Paulo atua mal outra vez e é goleado pelo Vasco em São Januário
- Provávele escalação do São Paulo para enfrentar o Vasco no Brasileirão


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 15 10

Comentários (21)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.