publicidade

Com maratona à vista, Ricardo Gomes não decide sobre rodízio

Técnico ainda terá que pensar se vai com o time misto em algum dos próximos confrontos do São Paulo

No Brasil, é comum se ouvir a constatação de que "o ano só começa após o carnaval". Para o São Paulo, o período pós-folia tem uma difícil maratona. Após enfrentar o Barueri no Morumbi nesta quinta-feira, o Tricolor terá pela frente o clássico ante o Palmeiras e a viagem até Manizales para visitar o Once Caldas. Porém, mesmo com uma difícil sequência, o técnico Ricardo Gomes ainda não decidiu se irá prosseguir com o esquema de 'rodízio'.

Apesar de se mostrar "à vontade" para realizar modificações na equipe são-paulina pois já conseguiu criar um padrão de jogo, Ricardo Gomes ainda terá que pensar se vai com o time misto em algum dos confrontos. "Agora com essa estrutura de jogo, me sinto à vontade para fazer mudanças", afirmou o treinador, que já fez alguns testes nesta terça-feira.

No treino desta terça, a alinhação inicial tricolor veio sem Hernanes, que será poupado, e com Cicinho como meia-direita no 4-4-2. E o comandante já admitiu algumas alterações. "È possível, o time já está criando estrutura, aí o jogador que entra já sabe o que vai fazer e isso melhora o rendimento. No inicio dos jogos, quando você faz algumas mudança os jogadores sentem, e agora é só melhorar o entrosamento entre jogadores", disse Gomes.

No entanto, o planejamento tricolor é de passo por passo. Antes de pensar no Choque-Rei e no decisivo confronto contra o Once Caldas pela Copa Libertadores, há ainda a partida contra o Barueri no Campeonato Paulista. "Eu sei o que vou fazer contra Barueri, e não contra os outros. Agora é jogo por jogo, é evidente que tenho boas opções no elenco, mas agora é uma outra fase", explicou Ricardo Gomes.

Apesar de ser chamada de maratona, a sequência de partidas não é tão 'encavalada', uma nesta quinta, outra no domingo e só na próxima quinta-feira pela Libertadores, e há um período razoável de descanso e treinos. O problema é a viagem até Manizales, na Colômbia. "Apesar desse tempo de recuperação ser bom, correto, já que de domingo pra quinta não tem muito problema físico, o empecilho é a viagem, que é uma viagem chata porque não é direto, ficamos numa cidade diferente e isso cansa", concluiu.


VEJA TAMBÉM
- Provável escalação do São Paulo para enfrentar o Internacional no Brasileirão
- São Paulo Mantém postura firme e exige pagamento da multa por Galoppo
- SECA DE GOLS! Atacante atravessa fase difícil sob comando de Zubeldía no São Paulo


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 8 4

Comentários (10)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.