publicidade

OPINIÃO | São Paulo 2×0 Monterrey

Nação do Maior do Mundo;

Não foi uma apresentação vistosa. Mesmo assim o tricolor superou a responsabilidade da estréia e o desentrosamento de um time ainda em formação (e com jogadores chegando) e venceu com toda a justiça a equipe do Monterrey no Morumbi e larga na frente (ao lado do Once Caldas) em seu grupo.

Sem Dagoberto, com a “verdadeira estréia” de Cléber Santana e poucos minutos de Cicinho, a equipe veio a campo com Ceni, Jean Renato Silva, Xandão, Miranda e JW. Richarlyson, Hernanes, Cléber Santana, Marcelinho e Washington.
O primeiro tempo começou com uma ótima perspectiva, após um belo gol, trabalhado por Hernanes, Marcelinho e Jorge Wagner para a conclusão de Washington. Mas o tricolor não correspondeu norestante da primeira etapa, errando muitos passes, com a marcação fraca e, em alguns momentos, até sendo dominado pelo fraco adversário. Não se via o “espírito de Libertadores” em campo. O time estava desatento e apagado.

Já na segunda etapa, Ricardo Gomes acertou a marcação, principalmente no lado direito, com Renato Silva na marcação, Hernanes na lateral e Jean no meio. O time melhorou, não deixando espaços o ataque para a equipe mexicana, porém sem também oferecer muito perigo. Cicinho entrou aos 30 do segundo tempo, em uma mudança lanejada pela comissão técnica. E foi só ele entrar que saiu o segundo tento tricolor, mais uma vez com Washington, esta vez aproveitando uma bola desviada de escanteio.
E o jogo foi levado com segurança pelo tricolor até o seu final. Se não fosse o desentrosamento visível de alguns jogadores e o pouco rendimento de outros a vitória até seria mais fácil. Mas é sempre importante ganhar na estréia e sabemos que o time está em formação. Ainda tem gente para render e entar na equipe. É preciso acelerar com os treinamentos e definir de vez os titulares.

Resumindo em poucas palavras, por ser uma Libertadores, a estréia foi “OK”. Mas o time tem tudo para tocar o TERROR nesta Libertadores 2010. As pespectivas são as melhores possíves!

Saudações tricolores!

Nota dos personagens da partida:

Rogério Ceni Não teve muito trabalho na defesa, seguro nas bolas aéres e uma bela falta, mito bem defendida pelo “Vinny Cover”. Nota: 7,5

Jean Um primeiro tempo meio travado, mas melhorou na segunda etapa quando foi para o meio. Nota: 6,0

Renato Silva Boa partida, princialmente no segundo tempo, quando atuou mais na direita. Nota: 7,5

Xandão Muito bem na sobra, jogando simples e direto, sem frescura. Nota: 8,0

Miranda Outro que se saiu bem na partida, com segurança. Nota; 7,5

Jorge Wagner Partida boa na esquerda. Não é um gênio da posição mas não compromete o setor. Belo cruzamento no primeiro gol e participação no segundo. Nota: 7,5

Richarlyson Parece ter sentido a estréia. Muitos passes errados e marcação confusa na primeira etapa. Na segunda melhorou um pouco quando não quis esticar muito a bola. Foi substituído. Nota: 4,0

Hernanes O melhor do tricolor no quesito disposição e iniciativa. Entrou ligado em campo, fez ótimas jogadas e participou dos dois gols. É assim que queremos o Hernanes; ligadão. Nota: 9,0

Cléber Santana Sentiu a falta de entrosamento. Estréia razoável, sem a pegada que deixou saudade nos santistas quando foi para a Espanha. as tende a crescer com o tempo de São Paulo. Nota: 5,5

Marcelinho Paraíba Bem que tentou ajudar no ataque mas não conseguiu desenvolver jogadas perigosas, com exceção do passe para o cruzamento de JW no primeiro gol. Aquém do que pode render. Nota 4,5

Washington Dentro da área é perigoso e oportunista. Fora da área é um alívio para o adversário. Hoje se deu bem com dois gols e já é o artilheiro da competição. Queremos gol, gol e gol… Nota DEZ!

Cicinho Entrou aos 30 minutos e, mesmo totalmente fora de ritmo e após uma viagem de 10 horas de Roma a São Paulo, mostrou que vai tomar conta do setor. Nota 6,0 pelo tempo de jogo e DEZ pela volta!

Marlos Ainda com o defeito de ser extremamente individualista, mesmo com o pouco tempo em campo. Nota: 5,5

Léo Lima Sem nota.

Ricardo Gomes Está procurando a equipe ideal com a chegada dos contratados e o início da temporada. Primiro tempo apático do time e um bom segundo tempo. Mas precisa definir rapidamente quem é quem nas posições e passar a jogar com a equipe titular. Nota:6,0

Juiz Normal.

Torcida 35 mil até que foi um bom púbico pela chuva que caiu a tarde e o preço do ingresso de arquibancada. Pela primera vez a organizada Independente foi peitada com mais veemência pelo resto do estádio ao vaiar um dos jogadores da equipe. Hostilizou a arquibancada azul e criou um mal estar desnecessário durante todo o jogo pois foi poucas vezes seguida pelo resto do Morumbi. Não acho que o Richarlyson tem futebol para ser titular dessa equipe do São Paulo, mas também isso não é motivo para esse tipo de atitude. Vaias durante a subsituição já seram o suficiente, no máximo. Pegou muito mal.

VEJA TAMBÉM
- Provável escalação do São Paulo para enfrentar o Internacional no Brasileirão
- São Paulo Mantém postura firme e exige pagamento da multa por Galoppo
- SECA DE GOLS! Atacante atravessa fase difícil sob comando de Zubeldía no São Paulo


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 10 5

Comentários (41)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.