publicidade

Richarlyson muda de função e promete disciplina

Volante vai ser o principal protetor da zaga tricolor nesta temporada de 2010

Desde sua chegada ao São Paulo, no decorrer do Brasileirão passado, o técnico Ricardo Gomes deixou claro que tem total confiança em Richarlyson. Desta forma, o treinador deu ao volante a responsabilidade de ser o principal protetor da zaga tricolor nesta temporada de 2010, durante o período de adaptação da equipe ao esquema 4-4-2. Para o atleta, servir de curinga não é surpresa, mas a nova função merece cuidado.

"Para mim, não é novidade jogar em posição diferente. O esquema tático vai ser a prioridade e vou ter que ajudar nas descidas do Hernanes e do Léo Lima. Como estamos com um zagueiro a menos, não posso dar espaços na entrada da área. O Ricardo já falou comigo sobre isso e vou me adaptar rapidinho", afirmou.

O técnico reconhece a mudança no trabalho com o atleta. "O Richarlyson recebe instruções diferentes do ano passado. Mas ele tem a capacidade de adaptação e já chegou de férias muito bem condicionado".

Adepto dos avanços ao ataque, o volante admite que precisará mudar suas características e se preocupar em apenas defender neste início de ano. Depois que o time se acostumar ao 4-4-2, Richarlyson poderá pedir a colaboração de outros jogadores do meio-campo.

"É lógico que tenho características de chegar como surpresa, mas tenho que obedecer às ordens do treinador. Vou esperar que esta readaptação seja feita com maestria para depois ousar com uma nova movimentação. Primeiramente, vou ajudar a parte defensiva. Só posso tentar dar um ou duas escapadas, já que o Hernanes sabe fazer a função mais defensiva. E o Léo jogou no Palmeiras como volante e também sabe ajudar. Mas, acima de tudo, vou fazer o que o treinador pedir", analisou.

Para se consolidar no time, o volante precisa diminuir o número de suspensões, já que se mostrou indisciplinado durante o Campeonato Brasileiro de 2009, quando desfalcou o Tricolor em momentos importantes.

"Tive uma conversa com o Ricardo e o Milton Cruz. No Brasileiro passado, fui expulso três vezes e peguei duas suspensões por cartão amarelo. Alguns foram por reclamação. São coisas em que posso melhorar. Serei mais cauteloso ao falar com a arbitragem. Vou deixar para o Rogério, que é o capitão. Não posso tomar cartões bobos", finalizou.

VEJA TAMBÉM
- Provável escalação do São Paulo para enfrentar o Internacional no Brasileirão
- São Paulo Mantém postura firme e exige pagamento da multa por Galoppo
- SECA DE GOLS! Atacante atravessa fase difícil sob comando de Zubeldía no São Paulo


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 8 2

Comentários (3)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.