publicidade

São paulo barra sala de coletiva para entrevista de Abel, do Palmeiras; entenda o motivo

Decisão do São Paulo de não ceder sala de imprensa gera polêmica após jogo contra o Palmeiras.

O técnico Abel Ferreira não deu entrevista coletiva após o empate por 1 a 1 com o São Paulo, neste domingo . O motivo é que o clube tricolor decidiu não ceder a sala de entrevistas para o técnico do Palmeiras . De acordo com apuração da reportagem, o Tricolor entendeu que daria o tratamento recíproco que recebe no Allianz Parque quando atua no estádio do rival. Uma das justificativas está nos locais das entrevistas. Em 2022, por exemplo, o Palmeiras cedeu uma sala anexa à zona mista do Allianz com problemas no sistema de som e sem a possibilidade do São Paulo pendurar seu backpdrop. No ano passado, uma entrevista de Dorival Júnior ocorreu o mesmo problema. O Verdão alega que não foi disponibilizado nenhum outro local para a realização da entrevista, e inclusive o banner com os patrocinadores do Palmeiras já estavam prontos e a sala preparada para e coletiva. Tudo teve que ser desmontado. Segundo o regulamento do Paulista, é obrigação do clube mandante disponibilizar local para o visitante atender a imprensa. O documento ainda cita que, caso só exista uma sala de imprensa disponível, o técnico visitante deve usar o local antes do treinador do time da casa.

Após o duelo deste domingo, Julio Casares disparou contra o técnico e afirmou que "chega do Abel apitar jogos no Paulistão". A fala só inflamou mais os ânimos, que ficaram bem exaltados no corredor dos vestiários. De acordo com o presidente são-paulino, um auxiliar do Palmeiras ironizou Calleri ao bater boca com um auxiliar da arbitragem. O clube tricolor, portanto, barrou o técnico palmeirense de dar sua entrevista. O Palmeiras , por sua vez, alegou que houve desrespeito do São Paulo antes mesmo do início do confronto. Houve relatos de que uma caixa de som foi colocada em alto volume com o hino do Tricolor direcionado para os vestiários. Outra reclamação foi que sistema de irrigação do gramado foi apontado para os profissionais que estavam na linha de fundo e impediram parte do trabalho.

Veja nota emitida pelo São Paulo: "Esclarecimento: O São Paulo Futebol Clube esclarece que, por reciprocidade, disponibilizou a zona mista do MorumBIS para a realização das entrevistas da Sociedade Esportiva Palmeiras . A utilização ou não do espaço fica a cargo do clube visitante. Vale ressaltar que, na última partida disputada no Allianz Parque, o São Paulo precisou realizar a entrevista coletiva em um pequeno espaço anexo à zona mista do estádio, local de passagem de muitas pessoas, que dava acesso ao vestiário dos gandulas, sem direito a fixar adequadamente o backdrop com os patrocinadores. Os jornalistas, inclusive, ficaram sentados no chão e sem o sistema de som ideal para a realização do trabalho de todos os envolvidos."

O Palmeiras também se manifestou. Veja a nota oficial: "Fomos informados pelo São Paulo, somente após o jogo deste domingo, que não haveria sala para a realização da entrevista do técnico Abel Ferreira - o backdrop com os patrocinadores do clube já estava, inclusive, instalado na sala de coletivas do Morumbi. Como o mandante não nos ofereceu nenhuma alternativa (nem mesmo a área da zona mista), a coletiva do treinador teve de ser cancelada. O argumento usado pelo São Paulo ("reciprocidade") não condiz com a verdade, já que o Palmeiras , quando mandante, sempre oferece um espaço para a entrevista do treinador adversário. Relatamos o ato de hostilidade à Federação Paulista de Futebol e esperamos que providências sejam tomadas."


VEJA TAMBÉM
- Crespo quer voltar mas faz pedido a direção do São Paulo
- Assista a coletiva de Thiago Carpini após a partida contra o Fortaleza
- São Paulo perde para o Fortaleza e aumenta pressão sobre Carpini.


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 14 2

Comentários (2)
04/03/2024 09:20:08 Luiz Carlos De Moura

isso me faz lembrar o tempo de criança que a gente dizia ao oponente: em uma discussão Quem cuspir aqui ganha a briga espalmando as mãos para por fim a discussão.

"Quem com ferro fere, com ferro será ferido",diz o adágio popular. Reciprocidade,sempre. Para os amigos tudo,para os inimigos a lei.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.
  • publicidade
  • publicidade
  • + Comentadas Fórum

  • publicidade
  • Fórum

  • Próximo jogo - Brasileiro

    Sáb - 21:00 - MorumBIS -
    São Paulo
    São Paulo
    Fortaleza EC
    Fortaleza EC

    Último jogo - Libertadores

    Qua - 21:30 -
    images/icon-spfc.png
    São Paulo
    2 0
    X
    Cobresal
    Cobresal
    Calendário Completo
  • publicidade
  • + Lidas

  • publicidade