Desequilíbrio do SP e queda no Nacional mostram tamanho da saída de Militão
Últimas Notícias
publicidade

Desequilíbrio do SP e queda no Nacional mostram tamanho da saída de Militão

0 0 0 0
Bruno Peres passou a ser a aposta do São Paulo para a lateral direita após a saída de Militão (Felipe Espíndola/saopaulofc.net)

É fato que o São Paulo caiu de rendimento no returno do Campeonato Brasileiro. Depois de fechar a primeira metade da competição na liderança com 71,9% de aproveitamento, o time ficou aquém do esperado e foi superado por Palmeiras, Internacional e Flamengo na classificação. No segundo turno, a equipe tem apenas a 12ª melhor campanha, com 40,7% de aproveitamento. Tais números podem estar ligados à saída de Éder Militão.



Negociado com o Porto, o lateral-direito se despediu do Morumbi justamente na vitória por 2 a 1 sobre o Vasco, dia 5 de agosto, quando o time assumiu a liderança. Com a saída do polivalente jogador, a equipe foi perdendo o equilíbrio que notabilizava o trabalho de Diego Aguirre. O substituto de Militão, Bruno Peres, é conhecido por sua força no apoio ao ataque e pela dificuldade na marcação - como visto na derrota para o Palmeiras, no último fim de semana.

Ainda neste processo de adaptação ao sistema do treinador, Bruno Peres perdeu treinamentos e partidas por causa de lesão. Após defender o São Paulo contra o Fluminense, dia dia 2 de setembro, ele sofreu um estiramento no adutor direito e ficou longe dos gramados durante quatro rodadas, ficando fora da derrota para o Atlético-MG e dos empates com Bahia, Santos e América-MG.

Para complicar ainda mais a situação, o outro suplente, Régis, também mostrou dificuldades defensivas e acabou fora dos planos do clube em função de problemas pessoais. Sem opções, Aguirre testou o zagueiro Rodrigo Caio no setor na tentativa de resgatar o estilo de Militão. O zagueiro já havia atuado na posição sob o comando de Leão, em 2012, mas a torcida já se mostra impaciente e propensa a culpá-lo pela queda de desempenho.

Problema mundial

A dificuldade para encontrar um lateral direito não é uma exclusividade do São Paulo de Diego Aguirre. No mundo, o setor é carente de jovens talentos há alguns anos. O Barcelona, por exemplo, chegou a apostar em Douglas, ex-Tricolor, em 2014. Mesmo veterano, Daniel Alves, de 35 anos, conseguiu novamente ser o melhor do mundo na posição.



A sucessão de Daniel Alves na seleção brasileira é uma das barreiras de Tite. Com o astro do Paris Saint-Germain lesionado, ele apostou em Fagner, do Corinthians, na Copa do Mundo da Rússia. O ala Alvinegro, porém, também vinha de recuperação de lesão. Neste início de ciclo, ele já convocou Fabinho, Danilo e o próprio Militão, que nem sempre atuam como laterais em seus respectivos clubes.

Confira as novidades do São Paulo no vídeo abaixo


E MAIS: São Paulo sinaliza ao Athletico que tem interesse na contratação do atacante Pablo

CLIQUE AQUI

Veja as novidades do SPFC no vídeo abaixo

SPFC ULTIMAS NOTÍCIAS: Hernanes e Ganso; Marlos Moreno; Ezequiel Barco e mais! - Layla Reis




Avalie esta notícia: 7 5

Comentários (8)

10/10/2018 11:32:04 Carlos Magno Moreira

Falou bobagem, Militão é um bom jogador mas não tem nada a ver com a queda de rendimento do time, tine caiu de produção porque o futebol do Nenê no segundo turno desapareceu, o Anderson Martins comecou a falhar feio à vários jogos, o Sidão então é um festival de falhas, a contusão do Everton tbm contribuiu com a queda de rendimento do time e a apatia de alguns jogadores em alguns jogos e o técnico que escalou mal o time em algumas oportunidades foram alguns dos motivos para essa queda vertiginosa do time, falar que a queda de produção do time é por causa da saída do Militão é muita falta de conhecimento.

10/10/2018 10:26:21 ewlsspfc

Para a instituição bancária SP os R$ 17 milhões foram mais importantes. Título e time forte para quê? Os torcedores do banco também gostaram. Perdeu força defensiva, perdeu bola aérea, perdeu força física e perdeu o que tinha de diferente, a estratégia. Não tem como jogar no contra ataque mais, pois a defesa não segura como segurava. Não é o único fator, mas sempre trabalham para enfraquecer o time, impressionante.

10/10/2018 10:15:32 Paulo Portella

Isso tava muito evidente que ia acontecer, o forte do Militao era sua marcação, mesmo que a diretoria tenha feito de tudo pirata renovar, mandando grana atrás de grana, a própria culpada foi ela mesmo em não renovar la atrás enquanto o cara era da base, além disso tem também a parte de mercenário que o Miltão foi, poderia aguardar mais um pouco e sair com um título pesado e valorizado ainda mais seu passe, ingratidão pura pelo time que o revelou e lhe deu oportunirades.

10/10/2018 09:22:17 Lemonz

Isso... Militão dava uma boa solidez defensiva ao time. Tanto que já está tendo destaque na Europa e foi lembrado até pela seleção. O Bruno Peres não tem a mesma capacidade de marcação, aí fragilizou a defesa que antes era o ponto forte do time. Alem disso, ficou vários jogos fora por contusão, e o Régis que era o reserva todo mundo sabe já não joga mais pelo SPFC. Araruna tb, que é quem estava sendo improvisado na lateral no primeiro turno (nenhum jogo fantástico, mas não vinha comprometendo) também fora por contusão... aí fica complicado.

10/10/2018 08:21:42 AntJr

Vejo mais falhas, na defesa , desatenção que propriamente a saída. Aguirre escalando Rodrigo Caio etc.

10/10/2018 08:18:38 Josy Louzeiro

É fato,mas cabe ao treinador buscar o..

10/10/2018 08:03:52 naildojr

Nada haver isto daí, Militão faz falta sim, mas sua ausência está longe de ser o responsável pela queda do São Paulo.

No jogo contra o Palmeiras por exemplo e que precisava ganhar, quem foi que escalou o time com 3 zagueiros e dois volantes e o Sidão que quase todo jogo tem alguma falha significativa? Nunca vi isto, o São Paulo só teve uma chance de gol jogando em casa aos 37 do segundo tempo.

Faz muito tempo que o São Paulo tem uma dificuldade absurda para ganhar qualquer partida e não consegue se impor. O time é muito dependente de Nenê, Diego Sousa, Everton e Rojas, Everton passou muito tempo fora e os outros não estavam num bom momento, de qualquer forma a equipe tá muito pesada com pouca criatividade e com Nene sobrecaregado, na minha opinião os jogadores perderam sua confiança com seu técnico, que não achou solução ao problemas que surgiram.

O trabalho dos jogadores da base é péssimo, o Aguirre prefere trabalhar com medalhões, Everton machucado era chance para Helinho, Toró e Antony, ele preferiu arriscar menos e improvisar o Reinaldo de atacante. Existem jogadores que são ofensivos, mas nem todo jogador ofensivo é um atacante.

10/10/2018 07:51:23 Rafael Melo

Ta fazendo falta mesmo tem torcedor bundao que sö por que o cara nao renovo com sao paulo fala que o cara é ruim ruim porra nenhuma ta fazendo muita falta muita mesmo militao joga muito

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.