publicidade

Cicinho admite sorte contra rivais, mas nega ser um carrasco



O lateral direito Cicinho fez parte de uma geração vitoriosa do São Paulo em sua primeira passagem pelo clube. E a maior prova disso não são apenas os títulos, mas sim os bons resultados diante dos rivais. O jogador recorda que sempre se deu bem contra os principais concorrentes do Tricolor.

"Não gosto do termo carrasco, mas dei muita sorte vestindo a camisa do São Paulo contra o Palmeiras. Da mesma forma, nunca fui derrotado pelo Corinthians", afirmou.

Na Copa Libertadores de 2005, Cicinho marcou um gol em cada jogo do Tricolor nas oitavas de final, eliminando o rival Palmeiras. No período em que permaneceu no Morumbi, o atleta também ajudou a construir um tabu contra o Corinthians, que ficou sem vencer o São Paulo entre 2003 e 2007.

Mesmo com o bom retrospecto, o lateral direito evita fazer projeção de um eventual encontro na Libertadores com o Timão. Além disso, descarta a hipótese de desafiar seus ex-colegas de Real Madrid.

"Jamais faria uma aposta com Ronaldo e Roberto Carlos. Só vou tentar correr mais que eles para levar o time à vitória. Mas deixamos esse assunto mais para frente. Não sabemos se terá essa possibilidade de enfrentá-los. Se ocorrer, vamos tentar sair vitoriosos", afirmou.

VEJA TAMBÉM
- Provável escalação do São Paulo para enfrentar o Internacional no Brasileirão
- São Paulo Mantém postura firme e exige pagamento da multa por Galoppo
- SECA DE GOLS! Atacante atravessa fase difícil sob comando de Zubeldía no São Paulo


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 7 4

Comentários (4)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.