publicidade

O que o São Paulo vai fazer com prêmio da Copa do Brasil? Planos incluem compras e "bicho"

O São Paulo ganhou mais de R$ 88 milhões por toda a trajetória vitoriosa na Copa do Brasil . Somente com a vitória da decisão e o título inédito, contra o Flamengo, a equipe assegurou R$ 70 milhões pagos pela CBF. Os planos para o uso do dinheiro estão definidos.

A começar pelo pagamento da dívida de direitos de imagens de atletas. Segundo fontes da diretoria, os R$ 30 milhões de um eventual vice-campeonato, assegurado com a passagem para a decisão, foram distribuídos antes mesmo da final para quitar os débitos.

+ Siga o canal ge São Paulo no WhatsApp

São Paulo 1 x 1 Flamengo - Melhores momentos - 2º jogo da Final da Copa do Brasil 2023

Os R$ 40 milhões a mais com a conquista vão ser divididos entre o "bicho" para os atletas (menos da metade) e o investimento para manter a saúde financeira até o fim da temporada, sem acumular mais direitos de imagem atrasados, como ocorreu durante parte de 2023.

Mais do São Paulo : + São Paulo fatura mais de R$ 88 milhões com título inédito + Calleri diz jogar no sacrifício há seis meses e vai operar + Dorival desabafa sobre saída do Flamengo e exalta tricolor

Julio Casares com faixa de campeão da Copa do Brasil do São Paulo — Foto: Marcos Ribolli

Julio Casares com faixa de campeão da Copa do Brasil do São Paulo — Foto: Marcos Ribolli

O “bicho”, aliás, foi definido em uma “conversa de dois minutos”, de acordo com membros da diretoria são-paulina. O clube ainda também vai aproveitar a renda de mais de R$ 24 milhões para sustentar o clube com menos sufoco nas contas.

Entre os planos até o fim da temporada estão a compra de Caio Paulista, emprestado até o fim de 2023. Há um valor estipulado no contrato de R$ 20 milhões por 80% dos direitos econômicos, mas o São Paulo vai tentar negociar com o Fluminense.

As premiações da Copa do Brasil e as rendas do Morumbi servem para segurar o máximo de atletas para 2024, ano no qual o time retorna à disputa da Copa Libertadores. O diretor Carlos Belmonte afirma que hoje o clube só vai vender atletas pelo preço estipulado no clube.

+ Leia mais notícias do São Paulo

Festa do São Paulo tem show de drones com as frases: "soberano e campeão"

– Não tivemos abalo financeiro por segurar os atletas e trazer Lucas e James. Por quê? Por causa da torcida. As médias de público e arrecadações que tivemos nesse período, foi sustentando a ponto de vermos que dava para segurar. Não queremos negociar ninguém agora, vamos segurar – disse.

– Só que agora ninguém tira mais jogador do São Paulo sem pagar o preço que a gente acha justo. Antes, a gente tinha que vender porque era necessário. Agora, não. Só vendemos se o valor oferecido for que a gente acha justo – encerrou.

Além da compra de Caio Paulista, o São Paulo terá que pagar também os direitos econômicos de Ferraresi, já acordado no empréstimo estendido até o fim da temporada.

Lucas e Rafinha

A diretoria ainda deseja duas manutenções para a próxima temporada: Lucas e Rafinha.

Considerada antes "impossível", a permanência de Lucas para 2024 é enxergada com um pouco mais de otimismo no São Paulo , especialmente pelos retornos do jogador. O camisa 7 se adaptou rapidamente ao elenco e assumiu a condição de protagonista.

Lucas Moura fala sobre 'viver um sonho' em título do São Paulo

Sobre Rafinha, a intenção de manter o veterano para 2024 foi externada para o próprio jogador. Entretanto, o camisa 13 e capitão do São Paulo pode parar de jogar no fim desta temporada e vai deixar a definição do futuro para os próximos meses.

?? Ouça o podcast ge São Paulo ??

+ Assista: tudo sobre o São Paulo no ge, na Globo e no sportv

50 vídeos

VEJA TAMBÉM
- São Paulo escalado para o jogo com o Cuiabá
- São Paulo x Cuiabá: onde assistir, horário e escalações no Brasileirão
- São Paulo fecha contrato de três anos e se prepara para anunciar reforço


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 27 0

Comentários (1)
prata
25/09/2023 13:34:12 murphy

O São Paulo tem que zerar os atrasos. Jogador com salário em dia é outro papo. Espero que o Deus abençoe o Júlio Casares e que ele consiga 4 patrocínios de R$150 milhões ano e que o número de sócios torcedores venha subir para 1.000.000 de sócios. Quem crê deixa um like.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.