publicidade

Análise: Flamengo joga melhor, mas São Paulo é cascudo para ficar com o título

Marcelo Baseggio

O São Paulo se sagrou campeão da Copa do Brasil de maneira inédita neste domingo ao empatar em 1 a 1 com o Flamengo, no Morumbi, pelo jogo de volta da decisão. O time rubro-negro, mesmo atuando fora de casa, foi superior ao longo dos 90 minutos, porém, o Tricolor mostrou que é uma equipe cascuda para passar por todos os obstáculos e erguer a tão sonhada taça.

Precisando correr atrás do prejuízo após perder o jogo de ida, no Maracanã, por 1 a 0, o Flamengo foi com tudo para cima do São Paulo no início do jogo. Pressionando a saída de bola do adversário, Pedro, Bruno Henrique e companhia conseguiram se impor e tirar os donos da casa da zona de conforto.

Já na reta final do primeiro tempo o Flamengo foi premiado com o gol de Bruno Henrique, que levava a decisão para os pênaltis. Pouco depois o Rubro-Negro carioca quase ampliou. Ironicamente, no melhor momento dos cariocas na partida, o São Paulo conseguiu o empate com um golaço de Rodrigo Nestor que recolocou os donos da casa na partida.

Em outros tempos, o gol do Flamengo faria o Tricolor desabar. Foi assim em diversos momentos nos últimos anos. Mas, desta vez, o São Paulo mostrou casca e conseguiu igualar o marcador rapidamente, embora Bruno Henrique ter balançado as redes tenha sido um baque para todos os são-paulinos.

Mentalmente muito forte, o São Paulo voltou para o segundo tempo mais sólido na defesa e sem o mesmo receio de cometer erro na saída de bola. Assim, o jogo ficou mais equilibrado, ainda que o Flamengo tenha continuado pressionando o Tricolor na maior parte de tempo, mas sem muita eficiência.

Na reta final da partida, o Flamengo foi para cima muito mais na base da emoção do que de forma organizada. O São Paulo, por sua vez, empurrado pelo apoio massivo dos mais de 60 mil torcedores nas arquibancadas, soube “cozinhar” o jogo, administrando a vantagem no agregado para ficar com o tão sonhado título da Copa do Brasil.

Mais uma vez o técnico Dorival Júnior mostrou que seu trabalho é incontestável e vai muito além das quatro linhas. Hoje, o elenco do São Paulo não é apenas competente técnica, física e taticamente. Os atletas tricolores também esbanjam força mental, algo fundamental para o clube alçar voos cada vez maiores.

Deixe seu comentário

VEJA TAMBÉM
- São Paulo x Talleres: onde assistir, horário, palpites e escalações na Libertadores
- REFORÇO IMPORTANTE! Zubeldía confirma reforço de atacante para a Libertadores
- Vai renovar? São Paulo abre conversas para renovação de Juan e recebe contraproposta


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 14 2

Comentários (7)
bronze
25/09/2023 12:54:34 GOISSILVA

Muito da má atuação se deve a arbitragem que amarelou toda defesa e não dava amarelo para os urubus, sp jogou mal mas ganhamos!

25/09/2023 10:44:03 Gerson Ribeiro da Rocha

c

25/09/2023 10:14:22 wilson carlos

A arbitragem coneçou metendo a mão, amarelando nosso time, não usando os mesmos critérios mas não teve jeito para o Varmengo, CBF, e Globo VTNC FDP.

25/09/2023 10:13:54 Paulo Zeferino

jogou melhor meu ovo, se tivesse tinha ganhado. SP campeao, porr@

25/09/2023 10:10:59 Daniel Bouzas

Vi um jogo quase nivelado. O Flamengo se expôs mais e foi mais ofensivo porque precisava do resultado, mas o São Paulo jogou de igual para igual e também teve árias chances.

25/09/2023 09:13:31 Carlao Caverinha157

claro q o Flamengo iria jogar melhor olha o time dos cara , só q nem sempre o melhor time e campeão a vontade raça determinação faz diferença

25/09/2023 09:06:44 Gerson Ribeiro da Rocha

c

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.