publicidade

Análise: São Paulo de Dorival passa em novo teste após viver situação inédita

Dorival Junior, do São Paulo, antes do jogo contra o Goiás — Foto: Marcos Ribolli

A cada jogo, o São Paulo de Dorival Júnior vai ultrapassando testes que surgem pela frente. Não foi diferente na noite de sábado, no Morumbi, quando a equipe superou uma situação inédita para vencer o Goiás por 2 a 1, com o gol da virada nos acréscimos, e alcançar o 11º jogo de invencibilidade sob o comando do treinador.

O resultado que deixa a equipe na terceira posição do Brasileirão ocorreu depois de o time sair pela primeira vez atrás do placar em casa sob o comando de Dorival, o que exigiu poder de reação que resultaram nos gols de Pablo Maia e David.[

Antes de sábado, o São Paulo de Dorival havia saído atrás do placar somente na partida contra o Coritiba, no Couto Pereira. Naquela ocasião, o time buscou o empate por 1 a 1 fora de casa.

Erro raro na defesa em 1º tempo "estranho"

Contra o Goiás, em um primeiro tempo de pouca inspiração, a defesa geralmente segura cometeu um raro erro que se mostrou fatal. Alan Franco saiu para perseguir um rival e não parou a jogada. Na sequência, o cruzamento encontrou as costas de Beraldo, que nem sai do chão para contestar Maguinho, de 1,69m.

Os momentos positivos do São Paulo durante a primeira etapa saíram dos pés de Gabriel Neves e Caio Paulista. O primeiro, com toques de primeira e objetivos, ditava o ritmo da equipe, enquanto o segundo apostava em jogadas individuais para incomodar o goleiro Tadeu.

O crescimento coletivo, contudo, veio somente com o “toque” de Dorival Júnior na segunda etapa. Michel Araújo, na vaga de um desgastado Gabriel Neves, e Wellington Rato entraram e ajudaram o Tricolor a aumentar o volume ofensivo e empurrar o Goiás.

Esse volume colaborou para Pablo Maia empatar, com um até então raro chute de fora da área do time, que se mostrava pouco preciso para trabalhar os passes na entrada da área.

Virada parecia questão de tempo

A partir do empate, o ambiente no Morumbi se transformou, e a virada se desenhava como uma questão de tempo. Marcos Paulo chegou a marcar, mas o árbitro marcou impedimento com a ajuda do VAR.

O gol da sétima vitória de Dorival Júnior saiu só nos acréscimos, na pressão, no volume de jogo, encurralando o Goiás. David pegou sobra da zaga e virou o confronto.

Um gol que saiu de um time confiante, que se ajustou depois de um primeiro tempo ruim e recuperou-se de uma situação complicada de maneira natural, como tem sido o crescimento neste novo trabalho.

O São Paulo de Dorival Júnior tem dado respostas positivas a cada jogo. Na lista de objetivos conquistados, o treinador agora pode riscar o fato de virar um jogo depois de sair atrás no Morumbi.


VEJA TAMBÉM
- Meia argentino é oferecido ao São Paulo e tem preferência declarada
- Calleri e Rafinha processam empresa dona do jogo FIFA
- Zubeldía reforça torcida por renovação de lateral do São Paulo


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 38 1

Comentários (2)
28/05/2023 17:36:44 Sergio Gandini

Dorival é ponderado e conhecedor do que faz. Temos que enaltecer o ótimo goleiro Rafael que vem fazendo a diferença no gol..

28/05/2023 11:58:04 wilson carlos

se fosse. Mico essa história tá já teriam morrido do coração uns dez sãopaulinos estariamos na zona de rabaixanento. Viva Dorival.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.