publicidade

No desembarque, Hernanes se cala, e colegas dizem que é hora de falar menos

Richarlyson espera reação já contra o Santos, no clássico deste domingo

O elenco do São Paulo desembarcou no Aeroporto de Congonhas, na tarde desta sexta-feira, bastante abatido por causa da derrota por 2 a 0 para o Atlético-MG, nesta quinta-feira, no Mineirão. O time paulista está agora na 15ª posição na tabela do Brasileirão, com apenas 11 pontos, e perto da zona de rebaixamento. Sem encontrar explicações para a fase ruim, alguns jogadores disseram que o momento é de falar menos e trabalhar mais. Hernanes seguiu a recomendação ao pé da letra e não quis dar entrevistas. Em silêncio, foi seguido por repórteres até o carro.

- Vivemos uma situação delicada, jogamos em um clube grande e precisamos ter personalidade para suportar o que está acontecendo, mas não é o momento de falar para que não haja nenhuma injustiça – ressaltou Eduardo Costa.

Richarlyson concordou com o companheiro, dizendo que falar muito não vai resolver os problemas do São Paulo agora. O volante espera que o time já consiga reagir neste domingo, no Morumbi, no clássico contra o Santos.

- É hora de ficar quieto, se calar e trabalhar. E de a gente jogar novamente. E nada melhor do que vencer um clássico para mudar a situação. Há o respeito pelo Santos, mas é preciso reagir. Pela força do grupo, o time tem condições de dar uma resposta já no próximo jogo – acrescentou Richarlyson.

VEJA TAMBÉM
- SUBSTITUTO! São Paulo quer reposição conservadora para Diego Costa
- EGO INFLADO? Retorno de James Rodríguez após grande Copa América preocupa o São Paulo
- Marcelo Henrique Lima desabafa após erro em jogo entre São Paulo x Atlético Mineiro


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 6 3

Comentários (1)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.