publicidade

Meia vindo do Fluminense e chance para africanos trazem de volta um velho problema no São Paulo: limite de estrangeiros

Iba Ily assina contrato com o Tricolor, em Cotia (Foto: Divulgação/SPFC)
Foto: Lance!

O São Paulo oficializou na tarde de quinta-feira (30) a contratação do meia Michel Araujo. O uruguaio, que chega por empréstimo junto ao Fluminense até o final de 2024, vai abrir de novo no clube do Morumbi um precedente que iniciou polêmicas no elenco do técnico Rogério Ceni no início do ano: o limite de estrangeiros.



Tudo bem, a CBF atendeu o pedido do Tricolor, aumentou para sete ao invés dos habituais cinco gringos que foram liberadores para serem relacionados nas partidas do Campeonato Paulista. Mas mesmo assim o São Paulo ultrapassa o número.


LEIA TAMBÉM: Sumido, Gabriel Neves pode trocar o São Paulo pelo Fluminense, veja o valor


Atualmente são nove estrangeiros no elenco profissional são-paulino: além de Araujo, o clube conta com os argentinos Alan Franco, Calleri e Galoppo, os equatorianos Méndez e Arboleda, o venezuelano Ferraresi, o uruguaio Gabriel Neves e o colombiano Orejuela.

Tudo bem, de novo, que dois nomes da lista estão gravemente contundidos e só devem voltar, no mínimo, no segundo semestre: Ferraresi e Galoppo. Sobrariam os sete liberados para serem relacionados. Mas...

O São Paulo vem contratando desde o final do ano passado uma legião de africanos para suas categorias de base. Chegaram para atuar no sub-20 o nigeriano Azeez Balogun, o ganês King Faisal e os senegaleses Etienne Clauvis e Iba Ily. E alguns deles devem receber chances com Ceni.

Conforme o LANCE! apurou, o mais perto de ser promovido é Ily. O meia-atacante impressionou o treinador atuando em uma posição carente do elenco no jogo-treino dos juniores contra os profissionais, em Cotia (SP), na semana passada. A tendência é que seja promovido em breve para treinos na Barra Funda.

Ajuda o jogador o fato do francês ser a sua língua nativa, mesmo idioma de Charles Hembert, natural do país europeu e principal auxiliar de Ceni. São fatores que levam a comissão técnica a acreditar em uma rápida adaptação.



Pelo menos em um primeiro momento, Ceni não terá que pensar em rodízio de gringos. Já que para a reestreia na temporada, às 21h (de Brasília) da próxima quinta-feira (6/4), contra o Tigre, na Argentina, pela Copa Sul-Americana, a limitação de estrangeiros não existe em competições organizadas pela Conmebol.

Meia, Fluminense, chance, africanos, problema, São Paulo

VEJA TAMBÉM
- São Paulo escalado para o jogo com o Cuiabá
- São Paulo x Cuiabá: onde assistir, horário e escalações no Brasileirão
- São Paulo fecha contrato de três anos e se prepara para anunciar reforço


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 7 1

Comentários (6)
31/03/2023 16:27:08 Marcos Verissimo

na moral não vou nem comentar tanta burrice dessa diretoria incompetência pura e técnico lixo

31/03/2023 15:41:48 Agnaldo Nogueira

além de ter ainda o Juan Macias que é uma jóia .

31/03/2023 12:55:38 Regis Maia

vi dois jogos do sub 20 e Faisal teve lampejos de um jogador agudo ,muito veloz e com habilidade pode ser bem trabalhado e se tornar um jogador bem interessante.

31/03/2023 12:32:00 purifikation

Dos africanos, o único que vi jogar foi o Faisal. Jogador rápido e muito físico, embora não consegue finalizar bem a jogada. Mas para mim foi uma boa surpresa.

31/03/2023 11:58:28 Sergio Gandini

inicialmente o time não contará com Ferrarezi e Giuliano. Com tempo tem que negociar a qualquer custo o Zerruela..

31/03/2023 10:43:42 Edynaldo Leite

orrezuela e Ferrarezi provavelmente não vão ficar então abre mais duas vagas e ainda tem o arboleda que tá em processo de dupla cidadania então serão 3 vagas de estrangeiro

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.