publicidade

Paulistão: quais são os times do interior que bateram os grandes?

Inter de Limeira de 1986 brilhou: foi o primeiro título de um clube do interior no estadual
Imagem: Arquivo


Em mais de 120 anos de história, o Campeonato Paulista já mostrou que times pequenos podem, sim, desbancar os considerados gigantes em jogos decisivos.



Desde que Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos se consolidaram no cenário nacional, o Paulistão colecionou algumas surpresas.


LEIA TAMBÉM: Zagueiro do Flamengo é oferecido ao São Paulo


Uma das primeiras e mais lembradas até hoje é a da Inter de Limeira campeã de 1986. Comandada pelo ídolo santista Pepe, a equipe fez a melhor campanha geral após dois turnos e desbancou o próprio Santos na semifinal antes de chegar à decisão.

Após empate no 1° jogo, o time do interior superou o Palmeiras dentro do Morumbi com Kita e Tato balançando as redes de Martorelli. O alviverde ainda descontou com Amarildo, mas não conseguiu evitar o primeiro título de um clube do interior no Estadual.

Quatro anos depois, Bragantino e Novorizontino fizeram a famosa "final caipira". Melhor para a equipe de Bragança, que foi campeã após dois empates e ficou com a taça por ter campanha superior em relação ao adversário.

Aquela façanha, aliás, projetou de vez o jovem Vanderlei Luxemburgo para o cenário nacional dos treinadores. Aquele elenco também tinha atletas como Marcelo Martelotte (hoje treinador), Mauro Silva (atual vice da FPF) e Robert (ex-meia do Santos).

Em 2002, o Ituano aproveitou a ausência dos quatro grandes e tornou-se campeão do Estadual pela primeira vez. Naquele ano, os gigantes atuaram no Torneio Rio-São Paulo (ao lado de Guarani, Ponte Preta, Etti Jundiaí, Portuguesa e São Caetano) e "enfraqueceram" o Paulistão.



O São Caetano venceu o campeonato dois anos depois. Após bater na trave na Libertadores, a então badalada equipe do ABC desbancou São Paulo e Santos no mata-mata antes de derrotar o Paulista de Jundiaí na final.

O último "azarão" foi, novamente, o Ituano. Em 2014, o time treinado por Doriva surpreendeu, eliminou o Palmeiras na semifinal e, nos pênaltis, tornou-se campeão em cima do Santos dentro de um lotado Pacaembu.

VEJA TAMBÉM
- Meia argentino é oferecido ao São Paulo e tem preferência declarada
- Calleri e Rafinha processam empresa dona do jogo FIFA
- Zubeldía reforça torcida por renovação de lateral do São Paulo


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 4 0

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.