publicidade

São Paulo: 30 contratações em 30 meses

Galoppo, do São Paulo, em jogo contra o Água Santa pelo Paulistão
Imagem: VICTOR MONTEIRO /UAI FOTO/ESTADÃO CONTEÚDO


Desde que assumiu a presidência do São Paulo em 2021, a gestão Casares fez 30 contratações. Muitos já saíram. Abaixo, a lista total:

moovbet


2021
Orejuela - Lateral direito - Estreou e fez um gol em um minuto. Depois, passou a jogar mal. Seu empresário chegou a dizer que Crespo estava impedindo que ele chegasse à seleção colombiana. Foi emprestado para o Grêmio, depois para o Athetico e está de volta.


LEIA TAMBÉM: São Paulo vai contratar quatro jogadores



Benitez - Meia - Veio do Vasco para ser o meia de criação. Não se firmou com Crespo e seu empresário disse que se ele não jogasse, deixaria o São Paulo. Não foi bem com Ceni também. Um brilho ou outro, mas nada de constância. Está no América-MG.

William - Volante - Veio do futebol mexicano. Jogou muito pouco e nunca correspondeu. Contusões atrapalharam. Foi para o CSA.

Bruno Rodrigues - Ponta esquerda - Não agradou Crespo e foi pouco utilizado. Está no Cruzeiro.

Miranda - Quarto zagueiro - Titular com Crespo e campeão paulista. Com Ceni, foi pouco usado. O treinador o escalava preferencialmente quando usava três zagueiros. Não o considerava um bom construtor. Queria renovar por mais um ano, mas com a promessa de que seria escalado mais vezes. Não teve a garantia e se aposentou.

Rigoni - Atacante - Teve um ótimo período com Crespo, foi importante na conquista do título paulista, mas decaiu muito. Teve muitas chances com Ceni e não se firmou. Está na MLS.

Eder - Atacante - Veio da China, juntamente com Miranda. Sempre foi reserva. Fez algumas partidas boas, mas não teve o contrato renovado. Está no Criciúma.

Calleri - Atacante - Referência do time, chegou a ter média de um gol a cada dois jogos. No ano passado, foi o artilheiro do elenco.

Gabriel Neves - Volante - Fez algumas boas partidas, mas nunca jogou o suficiente para ser titular indiscutível. Em 2023, com restrição para número de estrangeiros em campo, jogou poucas vezes.

2022
Jandrei - Goleiro - Era terceiro goleiro do Santos, onde fez apenas um jogo. No Paulista do ano passado, tomou o lugar de Volpi e foi titular a competição toda. Depois, decaiu.

Rafinha - Lateral-direito - É um jogador com ascendência sobre o elenco, tem temperamento de líder, mas não conseguiu ser titular. Disputa a posição com Igor Vinícius.

Alisson - Meia atacante - Teve um período como titular no ano passado, mas em 2023, pediu para se afastar, por problemas particulares. Nunca foi um titular absoluto, sempre se destacou mais pela recomposição do que por construir alguma coisa.

Patrick - Atacante - Jogou bem, foi titular, mas brigou com Rogério Ceni e pediu para sair. Está no Atlético-MG.

André Anderson - Meia atacante - Veio a pedido de Ceni, que o conhecia da base do Santos. Bastaram alguns jogos e baixíssima intensidade para ser afastado. Está tratando de pubalgia e não é levado em conta.

Andrés Colorado - Ceni queria um volante alto e o São Paulo foi buscá-lo na Colômbia. Tem bom passe, mas é muito lento. Contrato não foi renovado.

Marcos Guilherme - Veio para ser uma opção de velocidade, como em 2017. Decepcionou e não teve contrato renovado.

Nahuel Bustos - Atacante - Teve poucas chances, não aproveitou e pediu para sair. Foi atendido imediatamente.

Ferraresi - Zagueiro - Jogador muito técnico e que tomou conta da posição. Teve rompimento do ligamento cruzado e vai ficar seis meses sem jogar. O São Paulo vai tentar prorrogar seu empréstimo.

Galoppo - Meia - Veio do Banfield no final do ano passado, como segundo volante. Não rendeu bem, mas em 2023 Ceni o colocou mais adiantado e foi a grande surpresa. É o atual artilheiro do time e do Campeonato Paulista. Rompeu o ligamento cruzado também. Outro que ficará seis meses sem jogar.

Felipe Alves - Goleiro - Era reserva do Juventude e foi contratado às pressas para substituir Jandrei e Thiago Couto, que não estavam jogando bem. Está na reserva de Rafael.

2023
Pedrinho - Atacante - Veio para ser uma solução para jogadas de velocidade. Estava indo bem, fez um gol antológico, mas foi acusado de agressão pela namorada e não vai jogar mais.

Rafael - Goleiro - Foi reserva de Fábio no Cruzeiro e de Everson no Galo. Chegou para resolver um problema que vem de há muito e se firmou como titular.

Wellington Rato - Meia - Veio do Atlético-GO para ser o homem da bola parada e tem correspondido. Fora disso, é normal, sem nenhum destaque.

Alan Franco - Zagueiro - Veio da MLS para suprir a ausência de Ferraresi. Tem bom passe, mas é lento, fraco no jogo físico e também no aéreo.

Jhegson Mendez - Volante - Jogou a última Copa e veio da MLS. Chegou como status de titular, mas está perdendo a disputa com Luan.

moovbet


David - Atacante - Pedido de Rogério Ceni, com quem trabalhou no Fortaleza e no Cruzeiro. Tem agradado ao treinador, mas as contusões impediram uma sequência.

Caio Paulista - Lateral e Atacante - Veio para ser reserva de Wellington e foi utilizado também no ataque. Não mostra ter cacife para ser titular.

Erison - Atacante - Jogou poucas vezes e se contundiu.

VEJA TAMBÉM
- Veja onde assistir São Paulo x Sport pelas oitavas de final da Copa do Brasil
- São Paulo espera ofertas de R$ 80 milhões por Pablo Maia e o vê pronto para o futebol inglês
- Kaká desabafa, critica diretoria e diz o que gostaria de ver no São Paulo: "Queria que andasse junto"


CONFIRA:Ceni revela jogadores que São Paulo tentou contratar e não conseguiu

VEJA TAMBÉM:São Paulo dá prazo para resposta de Luan e vê renovação com pessimismo

E MAIS:Palmeiras ultrapassa São Paulo como terceira maior torcida do Brasil, aponta pesquisa

Avalie esta notícia: 2 5

Comentários (6)
20/03/2023 11:52:49 Fredie Shimizu

Só perebas!!! Menos quantidade e mais qualidade. Só assim pra melhorar o time...

20/03/2023 11:13:58 Sergio Gandini

Se preocuparam muito com quantidade e pouquíssima qualidade, a maioria que o Mico Ceni indicou são abaixo da média. E ainda contínua pedindo contratações sem planejamento..

20/03/2023 10:04:47 Ozias Bezerra de paula

quantidade rende grana e é o mais importante para a quadrilha que esta no comando ou desmando do são paulo, sobre a matéria, mentem sobre alguns jogadores e na quantidade faltou jogadores

20/03/2023 09:48:08 caio teles

esse é o problema. quantidade... se tivessem feito 5 boas contratacoes facades em qualidade teriamos meio time bom pelo menos.. realmente nao sei o q pensam os dirigentes.. creio q ganham comissoes e Rola muito dinheiro pra fazer tanta contratacao meia boca..

bronze
20/03/2023 08:27:21 RousseauSPFC

Contratam um monte, mas a base do time é formada por jogadores que estão no clube a mais tempo ou são da base, os contratados que entraram, não estão fazendo a diferença.

Hoje o time é escalado é o seguinte:
Rafael - contratado Ceni
Nathan - base
Alan Franco - contratado Ceni
Beraldo - base
Wellington - base
Luan - base
Nestor - base
Luciano - no SPFC desde Diniz
Rato - contratado Ceni
David - contratado Ceni
Calheri - contratado Crespo

Veja que de toda essa barrigada de jogadores contratados na gestão do atual técnico, apenas 4 são titulares, e que são importantes é apenas o Rato que foi bem, o restante é totalmente substituível. Veja o caso dos goleiros, posição que teve 3 contratações nos últimos 1, anos, e hoje temos 3 do mesmo nível, mas nenhum que realmente fecha o gol. A mesma coisa é o ataque, que chegaram inúmeros jogadores de beirada, mas nenhum que faça a diferença. Ceni está gastando pra caramba, o SPFC não tem time para ele afirmar que vai brigar para não cair, o elenco é bom sim, ele que desvaloriza.
Está na hora de mandar essa comissão técnica embora, trazer um cara que faça um projeto de time e não deixe toda a caneta nas mãos de treinador.

20/03/2023 07:55:16 Carlos Haffner

desperdício de dinheiro era mais fácil contratar 4 ótimos jogadores do que esse bando inútil

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.
Stake Registre-se