Títulos, gols e glória: palco da final traz boas lembranças a argentinos do São Paulo

Calleri em ação pelo Boca Juniors na final da Copa Argentina de 2015 — Foto: Santiago Flaim/Getty Images

Em julho de 2016, na sua primeira passagem pelo Morumbi, Calleri viu seu período de empréstimo no São Paulo terminar de maneira agridoce. Se por um lado deixou o clube adorado pelos torcedores, por outro não conseguiu conquistar títulos nos seis meses em que atuou com a camisa são-paulina.



Quando retornou no ano passado, o argentino sabia que essa era uma conta pendente.


LEIA TAMBÉM: Ceni diz por que talvez não fique no São Paulo em 2023, cita 'críticas' e indica o que pode pesar para decidir futuro


E no próximo sábado, em Córdoba, a partir das 17h, ele terá a oportunidade de levantar sua primeira taça pelo Tricolor na final da Copa Sul-Americana, contra o Independiente Del Valle, do Equador, e colocar o seu nome definitivamente na história.

Disputar uma decisão no estádio Mario Alberto Kempes não será novidade para o atacante, que carrega boas lembranças do local. Assim como seu companheiro Nahuel Bustos, que deu os primeiros passos no futebol profissional e marcou seus primeiros gols justamente no gramado em que o São Paulo disputará a decisão continental.

Autor do gol que colocou o São Paulo na final, anotado na disputa por pênaltis diante do Atlético-GO, o também argentino Giuliano Galoppo é outro que tem uma boa história de Córdoba para contar, ainda que não tenha sido vivida por ele, mas por seu pai, que foi jogador e campeão no estádio.

Calleri: campeão com o Boca em Córdoba
Poucos meses antes de chegar ao São Paulo para a sua primeira passagem, Calleri levantou dois troféus pelo Boca Juniors em menos de uma semana: o Campeonato Argentino, no dia 1º novembro de 2015, e a Copa Argentina, apenas três dias depois.

Na decisão da Copa, disputada no Mario Alberto Kempes, em Córdoba, o Boca enfrentou o Rosario Central treinado por Eduardo Coudet. O atual camisa 9 são-paulino foi titular no comando de ataque ao lado de Carlos Tévez na vitória por 2 a 0, gols de Nicolás Lodeiro e Andrés Chávez (ex-São Paulo).

Chávez havia entrado justamente no lugar de Calleri, aos 37 minutos do segundo tempo, e fechou o triunfo que garantiu aos comandados de Rodolfo Arruabarrena o título da competição.

Em quatro partidas disputadas no estádio ao longo da carreira, todas pelo Boca, Jonathan Calleri venceu as quatro. Mas ainda persegue o seu primeiro gol no Mario Alberto Kempes.

Bustos: primeiros passos aconteceram no estádio
Revelado pelo Talleres, de Córdoba, Nahuel Bustos praticamente nasceu para o futebol no estádio do confronto de sábado. Foi lá que o atacante fez a sua estreia como jogador profissional, no dia 24 de abril de 2017, ao entrar no lugar de Jonathan Méndez na vitória da equipe cordobesa por 1 a 0 sobre o Godoy Cruz.

No estádio, Bustos também marcou o primeiro gol da carreira. Ele inaugurou o seu registro goleador no empate por 1 a 1 com o Vélez Sarsfield em setembro de 2018, sob o comando de Juan Pablo Vojvoda, atual técnico do Fortaleza.

Semanas depois do gol diante do Vélez, marcou dois de seus gols mais importantes com a camisa do Talleres, ambos no triunfo por 3 a 0 contra o Belgrano, no clássico de Córdoba, disputado no palco da decisão da Sul-Americana deste ano. Um local especial para o atacante.

Bustos, que chegou ao São Paulo por empréstimo em agosto, tem ganhado mais minutos recentemente com Rogério Ceni e marcou o seu primeiro gol pelo clube na vitória por 2 a 0 sobre o Ceará, pelo Campeonato Brasileiro.

Galoppo: pai se sagrou campeão no Mario Alberto Kempes
Autor do gol (na disputa de pênaltis) que colocou o São Paulo na final, Giuliano Galoppo cresceu acompanhando a carreira do pai, Marcelino, e ouvindo a respeito de suas histórias no futebol. Uma delas, de sucesso, foi vivida no estádio Mario Alberto Kempes.

Revelado no fim da década de 1980 pelo Racing de Córdoba e com passagens por seleções argentinas de base, o zagueiro Marcelino Galoppo chegou ao Talleres em 1997. No ano seguinte, participaria de um dos momentos mais especiais da história do clube.

Os rivais Talleres e Belgrano se enfrentaram naquele ano na decisão da B Nacional, a segunda divisão do país, no que ficou conhecida como a “Final do Século” para o futebol de Córdoba. No primeiro jogo, o Talleres comandado por Ricardo Gareca venceu por 1 a 0, mas Marcelino Galoppo acabou sendo expulso.



Na partida de volta, também disputada no Mario Alberto Kempes, o Belgrano bateu o rival por 2 a 1, resultado que forçou a disputa por pênaltis. Nas penalidades, brilhou a estrela do goleiro Mario Cuenca, que ajudou o Talleres a conquistar o título.

Marcelino Galoppo não atuou em razão do cartão vermelho na ida, porém pôde participar da volta olímpica que coroou a campanha de acesso à primeira divisão. Desfecho que o filho, Giuliano, certamente irá querer repetir em Córdoba –e sem o cartão vermelho, se possível.

Títulos, gols, glória, palco, final, lembranças, argentinos, São Paulo

VEJA TAMBÉM
- Sondado pelo Vasco, São Paulo faz último esforço por Igor Gomes, informa portal
- Casemiro salva no fim, Brasil supera Suíça e garante vaga nas oitavas da Copa do Mundo
- [COPA DO MUNDO] Brasil x Suíça: onde assistir, horário do jogo e escalações


CONFIRA:Proposta do São Paulo não agrada e artilheiro da Série B fica distante

VEJA TAMBÉM:Especulado em São Paulo e Palmeiras, Mendoza quer salário alto para seguir no Brasil; veja valores

E MAIS:São Paulo quer liberar Pablo Maia no final do ano e tenta convencer clube inglês

Avalie esta notícia: 5 0

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.
  • + Comentadas Fórum

  • publicidade
  • Fórum

  • Próximo jogo - Paulista

    Sáb - 21:00 - -
    São Paulo
    São Paulo
    Ituano
    Ituano

    Último jogo - Brasileiro

    Dom - 16:00 - de Hailé Pinheiro
    https://media.api-sports.io/football/teams/151.png
    Goiás
    0 4
    X
    São Paulo
    São Paulo
    Calendário Completo
  • publicidade
  • + Lidas

  • publicidade
  • Untitled Document
    Classificação
    1 Palmeiras
    2 Internacional
    3 Fluminense
    4 Corinthians
    5 Flamengo
    6 Atletico Paranaense
    7 Atletico-MG
    8 Fortaleza EC
    9 São Paulo
    10 America Mineiro
    11 Botafogo
    12 Santos
    13 Goiás
    14 RB Bragantino
    15 Coritiba
    16 Cuiaba
    17 Ceará
    18 Atletico Goianiense
    19 Avai
    20 Juventude
    P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
    81 38 23 12 3 66 27 39 VVEVD
    73 38 20 13 5 58 31 27 VDVVV
    70 38 21 7 10 63 41 22 VVVVV
    65 38 18 11 9 44 36 8 EVVED
    62 38 18 8 12 60 39 21 VDDED
    58 38 16 10 12 48 48 0 DVDEV
    58 38 15 13 10 45 37 8 VEDVV
    55 38 15 10 13 46 39 7 VDEVV
    54 38 13 15 10 55 42 13 VEDDV
    53 38 15 8 15 40 40 0 EVVDE
    53 38 15 8 15 41 43 -2 VDVVD
    47 38 12 11 15 44 41 3 DVEDD
    46 38 11 13 14 40 53 -13 EDVDD
    44 38 11 11 16 49 59 -10 DVDDD
    42 38 12 6 20 39 60 -21 DVVED
    41 38 10 11 17 31 42 -11 VVEDV
    37 38 7 16 15 34 41 -7 DDDDV
    36 38 8 12 18 39 57 -18 DDEEE
    35 38 9 8 21 34 60 -26 DDEVV
    22 38 3 13 22 29 69 -40 DDDED
    Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
    vitoria empate derrota
29/11/2022 10:53:53