Últimas Notícias
publicidade

Fernando Diniz fica? Como é o treinador aos olhos dos torcedores de seus ex-clubes?

0 0 0
Gênio, louco, intempestivo, revolucionário. Existe apenas uma unanimidade sobre Fernando Diniz: ninguém o enxerga dentro de um rótulo comum. A simples citação do nome do treinador já desperta opiniões extremas. E a filosofia do boteco diria que a verdade talvez esteja escondida entre os dois lados.



A inesperada eliminação contra um desfigurado Mirassol pelas quartas de final do Campeonato Paulista colocou Diniz e seus métodos novamente em xeque. A menos de um ano no cargo, o treinador de 46 anos chegou ao São Paulo para substituir Cuca e respaldado pelos veteranos Hernanes e Daniel Alves, que, recentemente afirmou: "Diniz hoje é um treinador que não é para o Brasil. O conceito é muito mais inovador, mais moderno, mais completo".

Logo de cara, um empate em 0 a 0 contra o embalado Flamengo, no Maracanã, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time oscilou bastante, mas Diniz levou o time à sexta posição, o que garantiu uma vaga para a Copa Libertadores deste ano. Até a parada forçada pela pandemia do novo coronavírus, o São Paulo vivia um momento de calmaria. O time, já classificado para o mata-mata do Paulistão, parecia prestes a engrenar de vez e dar o passo além, capaz de tirar o clube de uma fila indigesta de títulos - a última taça levantada foi a Copa Sul-Americana, em 2012.

Se a ira atual dos são-paulinos é visível nas redes sociais, nas notas publicadas pelas organizadas, ou até mesmo pelas declarações de membros da oposição política dentro do clube, como Fernando Diniz é enxergado pelos olhos dos torcedores de seus ex-clubes? Há algum ponto de convergência ou indício de um roteiro parecido?

Fernando Diniz ganhou visibilidade quando levou o Audax ao vice-campeonato Paulista contra o Santos, em 2016. Sem chutão e com toque de bola envolvente, uma anarquia muito bem organizada. Mas seria capaz de repetir a fórmula entre clubes maiores, onde é intrínseca a obrigação por títulos?

"Não foi o futebol mais eficiente, como os próprios resultados mostraram, mas foi o mais vistoso em relação a toque de bola, construção de jogadas, de um modelo de jogo bem definido", diz Gabriel Menezes, torcedor do Fluminense, justamente o último time treinado por Diniz antes de assumir o São Paulo.

"O que mais decepcionava era a conclusão de jogadas. O Fluminense chegava bastante no ataque, mas não conseguia transformar em gol", complementa.

Apesar da demissão com o time na zona de rebaixamento do Brasileiro (9 derrotas nas 15 primeiras rodadas), houve comoção dentro do elenco. "Foi uma chuva de mensagens dos jogadores em apoio ao Diniz após sua demissão. Não era um 'paizão', mas sabia inflamar o vestiário", relembra Gabriel.

As variações táticas de Fernando Diniz já renderam frutos para alguns jogadores. É o caso de Tchê Tchê que, ainda no Audax, se tornou um volante que flutua por todo o meio de campo e logo após o vice-paulista foi comprado pelo Palmeiras. Hoje jutos novamente, o treinador admite que a relação nem sempre foi amistosa. No programa "Mesa Redonda", da TV Gazeta, Diniz confessou: "Quando eu cheguei no Audax, o Tchê Tchê não me suportava. Ele ficava bravo porque eu cobrava, falava que ele tinha que mudar".

Não foi um episódio isolado. Em 2017, também pelo Audax, a imagem de Fernando Diniz com o dedo em riste, mandando o zagueiro e capitão do time André Castro se calar após falhar em um gol do São Paulo, lhe fez ganhar o selo de alguém explosivo e arbitrário. Curiosamente, Fernando Diniz é formado em Psicologia e por diversas vezes justificou seus excessos como forma de estimular a evolução dos atletas.

Em 2015, pelo Paraná Clube, Diniz também discutiu com Rafael Carioca no gramado e, após um atrito, rebaixou Jean, um dos principais jogadores do time à época, para a equipe sub-23. Para Gabrielle Bizinelli, torcedora do Tricolor, os problemas de relacionamento tiveram grande impacto em sua curta passagem pelo clube - apenas 17 partidas.

"O Diniz chegou ao Paraná já implementando seu estilo, com muita posse de bola, mas não funcionou com o passar do tempo. Ele era bastante enérgico nos treinamentos, o grupo já não jogava por ele e a situação ficou insustentável. Não era uma unanimidade e sua saída nem foi contestada pela torcida", diz.

Os últimos anos foram de grandes conquistas para o Athletico-PR, campeão da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana. Os títulos coincidiram com a saída de Fernando Diniz e a promoção de Tiago Nunes, que treinava a equipe sub-23, mas para Lucas Filus, torcedor do Furacão, a passagem de Diniz foi importante para moldar o time que se destaca no futebol brasileiro atual.

"O Tiago Nunes pegou este embrião do trabalho do Fernando Diniz e transformou em um time muito mais competitivo, que sabia dosar entre uma saída de bola mais corajosa e o momento de fazer um jogo mais direto, co menos riscos", explica.

Em 2018, Mário Celso Petraglia, presidente do Conselho Deliberativo do Athletico, garantiu, em entrevista ao blog do jornalista Julio Gomes, do Portal UOL, que Fernando Diniz só sairia do Furacão por vontade própria. "Pode perder, pode cair para a segunda divisão. É uma realidade. Pela primeira vez eu tenho dentro do projeto algo que me encaixa”. Seis meses depois, com o time na zona de rebaixamento do Brasileirão, demitiu o treinador.

"O torcedor tinha muita expectativa em relação ao Diniz, que já era considerado especial pelo estilo de jogo e pelas ideias, mas no fim os pontos negativos foram maiores, com o time muito espaço entre os setores, quando perdia a bola era um sofrimento uma bagunça", diz Filus, que também destaca a questão do relacionamento com o elenco.

"Surgiram vários rumores de rachas dentro do grupo por conta de algumas ideias extremas do treinador. Também havia o incômodo dos jogadores da base, que não tinha espaço ou eram aproveitados fora de posição. O Bruno Guimarães, que hoje brilha no Lyon, chegou a jogar de zagueiro", lembra.



A uma semana da estreia do Campeonato Brasileiro, o departamento de futebol do São Paulo não dá sinais de que pretende romper com Fernando Diniz. Mas a pressão por resultados continuará intacta. As eleições no fim do ano também farão a temperatura aumentar nos bastidores do clube. Gênio ou louco, Fernando Diniz tem pouco tempo para provar que as suas ideias correspondem aos fatos.

São Paulo FC, Tricolor, SPFC, Fernando Diniz
CONFIRA: Pablo fica à disposição do técnico Fernando Diniz no São Paulo

VEJA: "[COMENTE] O que faltou para o São Paulo superar o River Plate na retomada da Libertadores?

ESPECIAL LIBERTADORES - RIVER TEM DESMANCHE DE ELENCO, 6 MESES SEM JOGOS, DESFALQUES E CRISE

Avalie esta notícia: 6 1

Comentários (22)

04/08/2020 13:27:46 André Barreto

Lixo

04/08/2020 07:53:46 Renato Reis

Se não contratar jogadores com fome de títulos vai ficar difícil, infelizmente ja faz tempo que quer títulos no Tricolor é só o torcedor!!

03/08/2020 22:59:47 F?riaTriKolouco

Ah mais o SP só vive trocando de treinador blá blá blá SÓ TRÁS TREINADOR PORCARIA PORRA! Trás um treinador decente, que cheira títulos (Renato Gaúcho, Sampaoli, Thiago Nunes etc)...Não, mas eles vão e trazem um estagiário que é esse Diniz, VTNC

03/08/2020 22:10:50 Lucas Kisil

Fora

03/08/2020 20:08:41 Lucas Kisil

Fora ja

03/08/2020 19:42:42 Valdemir De Lima

Time de merda técnico fraco vagabundo

03/08/2020 19:32:57 Maninho Dantas

Vai ficar até o fim do ano, até pq o ano acabou pro São Paulo, depois daquele vexame. Mas não dá pra defender um técnico que não tem um título jo currículo

03/08/2020 19:30:52 Oscar Ferreira

Ate Rogerio Ceni foi esculhambado daqui, o tecnico e importante so que tem muito mais. O PRESIDENTE

03/08/2020 19:22:23 Dery Dery

Quando o são Paulo vendeu o seu melhor jogador, agora é fácil jogar a culpa no técnico

03/08/2020 18:58:25 Jefferson De Almeida Moura

Na minha visão é um bundão,fraco e classificou o curintias,então vai toma no c...

03/08/2020 18:32:50 Paulo Monteiro de Mello

Era uma merda sem títulos antes da parada, hoje é uma merda na final com o Corinthians

03/08/2020 18:21:56 Flavio Ribeiro

Esse treinador é muito inteligente!!! Ta conseguindo enganar poucos por muito tempo. Nunca ganhou nem bingo em quermece e ainda tem gente querendo a continuidade dele como treinafor do SPFC, na realidade nem deveria ter sido contratado.. O único jogo que deveria perder ele ganhou....

03/08/2020 17:20:33 RaaZuko

Técnicos brasileiros eu só vejo 4 com condições de treinarem o São Paulo, sendo apenas 1 deles, no cenário atual, possível.

1 - Renato Gaúcho (Não sai do Grêmio e, se sair, não viria para o SP)
2 - Jorge Sampaoli - (Não sai do Atlético Mineiro, já que acabou de fechar)
3 - Rogério Ceni - (Não vem enquanto o câncer do Leco for o Presidente)
4 - Roger Machado. Esse é o único que eu acho que conseguiria vir. Mas acho improvável.

Até hoje acho que poderiam ter dado mais chances ao Diego Aguirre. Talvez se ele tivesse ficado, teríamos ganhado algo, já que ele conseguiu fazer aquele time de 2018 jogar bola.

03/08/2020 18:09:38 Bob

Tem que manter ele. Até trocar essa presidência. Sei que ele não é umm treinador bom. Mas também não é ruim.

03/08/2020 18:02:01 Regina Fontes

So vou asistir sao paulo quando dinis sair e nao ver no time titular tuafran vitor bueno reinsldo aborfoketz pato dsnitl alves nao da mais vaif perder do goias com certeza clasificou o corintias e aida dar o titulo so corintians

03/08/2020 17:56:34 Jose Antonio Bringel

Esse time é uma bosta e jamais vai ganhar nada comida do corintias kkkk

O problema nao e o Diniz sao o Leco e o Raí o tricolor pode trazer o Messi e o CR7 que eles vao conseguir perder títulos

O problema não é o Diniz e sim o Leco e Raí

03/08/2020 17:37:18 Rafael Crespo

Pra que trocar se está dando certo? O Auge antes da quarentena foi perder para um time que levou de 8 do river. Agora é treinar para voltar nesse nível.

03/08/2020 17:21:57 Santos Gomes

Infelizmente esse aprendiz de treinador vai ficar,e por onde esse incompetente passou não deixou saudades,esse cara é só fracasso!!

03/08/2020 17:05:12 Anderson Jonas Gomes Araújo

#ForaLeco #ForaRay #ForaDiniz se continuarem vai continuar a vergonha...

03/08/2020 17:02:05 Marcelo Chamba

Mais uma péssima notícia!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.
  • publicidade
  • + Comentadas

  • publicidade
  • Fórum

  • Próximo jogo - Libertadores

    Ter - 21:30 - Rodrigo Paz Delgado -
    LDU De Quito
    LDU De Quito
    São Paulo
    São Paulo

    Último jogo - Libertadores

    Qui - 19:00 - Morumbí
    images/icon-spfc.png
    São Paulo
    2 2
    X
    River Plate
    River Plate
    Calendário Completo
  • publicidade
  • Blogs

  • publicidade
  • Untitled Document
    Classificação
    1 Internacional
    2 Atletico-MG
    3 São Paulo
    4 Vasco DA Gama
    5 Flamengo
    6 Palmeiras
    7 Santos
    8 Fluminense
    9 Ceará
    10 Fortaleza EC
    11 Corinthians
    12 Atletico Goianiense
    13 Grêmio
    14 Atletico Paranaense
    15 Sport Recife
    16 Bahia
    17 Botafogo
    18 Goiás
    19 Coritiba
    20 Bragantino
    P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
    20 10 6 2 2 15 6 9 VEEVD
    18 9 6 0 3 14 9 5 DVVDV
    18 10 5 3 2 13 11 2 VDVEE
    17 9 5 2 2 15 9 6 DEVDV
    17 10 5 2 3 13 13 0 VVVVD
    17 9 4 5 0 13 8 5 EEVVE
    15 10 4 3 3 14 12 2 DEVVE
    14 10 4 2 4 12 13 -1 VEDDV
    13 10 4 1 5 10 12 -2 VVDDV
    12 10 3 3 4 10 9 1 VDDVE
    12 10 3 3 4 15 16 -1 VEDDV
    12 9 3 3 3 9 11 -2 DEEVV
    12 9 2 6 1 8 6 2 EDEVE
    11 10 3 2 5 8 10 -2 DEDEV
    11 10 3 2 5 10 13 -3 DVVDE
    9 10 2 3 5 12 18 -6 DEDDD
    9 9 1 6 2 9 11 -2 DEEED
    8 8 2 2 4 11 13 -2 VDDEV
    8 10 2 2 6 7 12 -5 VEDED
    7 10 1 4 5 10 16 -6 DEDED
    Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
    vitoria empate derrota