publicidade

Companheiro de chapa de Julio Casares, Olten Ayres de Abreu critica atual diretoria e faz ressalvas a eleições diretas no São Paulo

0 0 0
Os bastidores do São Paulo seguem movimentados em plena pandemia. Como 2020 é ano eleitoral no Tricolor, os grupos políticos no clube seguem movimentados. Julio Casares já se lançou candidato à presidência, e Olten Ayres de Abreu Júnior é o seu companheiro de chapa. Pleiteante à presidência do Conselho Deliberativo, ele falou sobre ideias para o clube em entrevista ao portal Gazeta Esportiva nesta quinta-feira (09).



LEIA TAMBÉM: Raí fala em elenco no São Paulo para dois ou três anos e nega preocupação com eleição

Apesar da chapa ser apoiada por Carlos Augusto de Barros e Silva, popularmente conhecido como Leco, atual presidente do São Paulo, Olten faz críticas ao atual mandatário.

“Há um descompasso entre receitas e despesas, sobretudo no futebol. Os inúmeros gestores que passaram pelo futebol nos últimos anos, e que hoje estão querendo se mostrar como oposição por questões eleitorais, acabaram por cometer erros de avaliação, sobretudo na montagem dos elencos, com contratações cujo custo-benefício nem sempre foi levado em conta. Algumas contratações foram feitas com valores e prazos que não foram ideais para o clube. Mesmo com altos investimentos em atletas, a gestão não conseguiu cumprir o objetivo de levar o São Paulo a voltar a conquistar títulos”, declarou.

Muito desejada entre os torcedores do clube, as eleições diretas entre sócios-torcedores, porém, foram colocadas com ressalvas por Olten.

“A mudança no sistema de eleição do clube pode ser discutida. Mas é preciso ter em mente que, caso se decida por uma mudança como essa, alguns critérios rigorosos de habilitação do eleitor sejam estabelecidos. É preciso que o sócio-torcedor tenha, por exemplo, um tempo regular e longo como membro do programa. Até para se evitar possíveis tentativas de manipulação e uso de poder econômico para se decidir uma eleição. Um candidato que tenha um apoio financeiro forte poderia distorcer o processo comprando milhares de títulos de última hora. E, assim, aumentando seu apoio”. pensou.

Olten segue. “Um processo aberto mal elaborado pode trazer consequências sérias para o clube no longo prazo. É importante deixar claro que uma alteração no sistema eleitoral não depende apenas do presidente do Conselho Deliberativo, e sim de uma ampla discussão dentro do CD. E, por fim, obter o aval dos sócios, através de uma Assembleia Geral”, finalizou.



LEIA TAMBÉM: Retorno do Paulista: São Paulo já está garantido no mata-mata, relembre a campanha

São Paulo, candidatos, eleição, política

VEJA: São Paulo registra B.O. para apurar ato de vandalismo no CT de Cotia

E MAIS: Portimonense pode comprar Júnior Tavares do São Paulo


NOVO PATROCINADOR PRA CAMISA, DANI ALVES E PATO - COMENTARISTA FALA DE MANO MENEZES NO SPFC


TORCEDORES ATIRAM BOMBAS NO CT E POLÍCIA É REFORÇADA. ARTEFATOS FORAM ENCONTRADOS!



Avalie esta notícia: 7 0

Comentários (4)

11/07/2020 16:54:13 Marcos Barbosa

Como Casares crítica Leco sendo que são criador e criatura? Esse aí é um clone do Aidar, não obrigado. Março Aurélio Presidente!

10/07/2020 15:33:06 Washington Renata

Agora o Julio ta criticando o Leco ele viu que a torcida do SPFC não gosta do leco sempre foram unidos

09/07/2020 20:48:52 Paulo Monteiro de Mello

Seria perfeito se o sócio torcedor pudesse votar...

09/07/2020 20:08:46 Gilmar Mesquita

Só sei d uma coisa, só tem ladrão na diretoria e gestão do clube,unico que tem meu apoio é o MAC!# MAC PRESIDENTE

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.