publicidade

Casares oficializa candidatura no São Paulo. Saiba qual o seu plano de gestão

0 0 0
Julio Casares apresentou nesta quinta-feira, em transmissão ao vivo pela internet, o plano de gestão de sua candidatura à presidência do São Paulo. Ao lado dele estava Olten Ayres de Abreu Junior, candidato a presidir o Conselho Deliberativo na chapa "Juntos pelo São Paulo".



LEIA TAMBÉM: Botafogo faz sondagem pelo zagueiro Anderson Martins, do São Paulo

Os dois, advindos de grupos políticos opostos, reforçaram que esta não é uma chapa de situação, mas de coalizão de diferentes correntes, contando inclusive com o apoio do ex-presidente José Eduardo Mesquita Pimenta, derrotado por Leco na última eleição.

- Os jornais mostram que o lado adversário tem mais diretores da gestão Leco do que o meu lado. O diretor da base, o diretor de estádio... Dos diretores de futebol que passaram por lá com o Leco, cinco, seis ou sete estão do lado de lá. Como vamos falar que eles são oposição e nós, situação? Não estou buscando esse título, estou buscando um plano de gestão. Quem quiser vir conosco, pode vir. Não tenho vinculação política com o Leco - disse Julio.

O candidato que vai enfrentá-lo em dezembro ainda não está definido. Pode ser Marco Aurélio Cunha, Roberto Natel ou Sylvio de Barros, nomes que serão levados a votação em uma convenção. Em entrevistas recentes, Marco Aurélio disse o grupo dele é o de oposição, enquanto o de Casares representa a situação. Leco ainda não se manifestou sobre a corrida eleitoral.

Julio conta com o apoio de oito diferentes grupos políticos, o que seria a maioria do atual Conselho Deliberativo. No entanto, 100 dos 260 conselheiros que estarão aptos a votar em dezembro serão eleitos em uma eleição do órgão em novembro.

O PLANO DE GESTÃO DE CASARES

Julio Casares e Olten Ayres de Abreu dividiram suas propostas em 11 pilares, dispostos na apresentação como se fossem um time de futebol: profissionalização, governança, responsabilidade financeira, ética e transparência, mentalidade vencedora, engajamento com a torcida, sócio-torcedor, autonomia da área social, inovação, marketing e comunicação. Veja abaixo as principais propostas apresentadas.

COMITÊ AVANÇADO DE FUTEBOL E MURICY RAMALHO

Julio disse que criará uma equipe para trabalhar diariamente na análise de jogadores com a missão de minimizar os erros em contratações. Hoje, o São Paulo já conta com um departamento de análise de desempenho, mas o candidato enumerou alguns reforços que considerou exemplos de maus negócios e gasto de dinheiro.

- Houve contratações que pouco agregaram. Quando não agrega, atrapalha financeiramente. Biro Biro, Everton Felipe, Maicosuel... Essas contratações não devem mais acontecer. Ou até um grande jogador, que é o Jucilei, mas assinou um contrato longo, rescindiu e agora tem um ajuste para pagar na próxima gestão. Claro que quem contratou tinha a melhor das intenções, vontade de acertar, mas faltou critério. Vai ter austeridade, sim, vamos cortar na pele, sim, mas faremos um time competitivo - disse.

Questionado sobre os pedidos que podem vir da arquibancada por Rogério Ceni e Muricy Ramalho, o candidato disse que espera vida longa para Fernando Diniz como técnico do São Paulo - aliás, declarou que a contratação dele foi um dos acertos da gestão Leco - e que Ceni será sempre cogitado, mas só quando o cargo estiver vago. Sobre Muricy, reforçou que deseja contar com ele, mas sem especificar em qual área poderia ser:

- Nunca falei com Muricy sobre voltar, mas o que posso colocar é que sonhamos com a presença dele, sim. Em caso de vitória, um dos nossos primeiros movimentos será falar com o Muricy. Havendo essa combinação, a chance dele voltar será muito grande.

RAÍ, PÁSSARO E LUGANO SEGUEM?

Casares foi questionado por um jornalista sobre os planos para os atuais dirigentes do futebol são-paulino, mas não disse se vai mantê-los ou não. No entanto, deixou claro mais de uma vez que não está satisfeito com o departamento, sobretudo pelos gastos altos.

- Houve um momento em que pedimos uma reestruturação da Barra Funda e isso não foi aceito. Nossa ruptura (com Leco, a quem apoiou na última eleição) passa pela crítica ao futebol, porque deveria ter sido feita uma reestruturação, que evitaria uma dívida deste tamanho. Mas algumas contratações foram boas, como as de Volpi, Bruno Alves, Arboleda, Vitor Bueno...

Na sequência, o candidato criticou o modelo usado pelo clube para contratar Daniel Alves:

- Não podemos antecipar, primeiro o produto e depois a ação de marketing. Tem que ter a ação e depois o produto. Esperamos ainda que jogadores como o Daniel tenham a atenção do marketing, da área do futebol, para que ainda consiga trazer resultado (financeiro).

SETOR POPULAR NO MORUMBI

Casares disse que não pensa em fazer uma grande reforma no Morumbi, a não ser que haja uma empresa disposta a arcar com os custos. Ele prefere expandir o Morumbi Concept Hall, área repleta de estabelecimentos no anel inferior do estádio que ele idealizou enquanto foi diretor de marketing, e atrair mais o torcedor. Uma das maiores cobranças dos são-paulinos é sobre o preço dos ingressos, e o candidato promete manter um setor popular em 100% dos jogos, com 8 mil lugares (arquibancada amarela) a metade do preço de arquibancada na ocasião.

SÓCIO-PATROCINADOR E SÓCIO À DISTÂNCIA

"Vem aí um novo sócio-torcedor, que vai fazer você se sentir patrocinador do clube", disse o candidato, após se comprometer a utilizar 90% do resultado líquido do programa diretamente no futebol. Uma das mudanças que ele pretende fazer é dar mais atenção aos associados que não moram em São Paulo, com a ajuda das Embaixadas que estão espalhadas pelo Brasil.

- Para esse sócio, precisamos ter um preço especial e ele tem que ter garantias de compra antecipada. Uma pessoa da Bahia, de Goiás ou do Piauí tem uma programação a fazer, tem que ter um planejamento anterior.

PROFISSIONALIZAÇÃO

Julio diz que contará com a ajuda daqueles que ele define como abnegados (sócios, conselheiros ou são-paulinos ilustres que queiram colaborar), mas promete colocar profissionais capacitados do mercado em todas as diretorias - até porque não é mais permitido que conselheiros ocupem estes cargos, como foi na gestão Leco.

Segundo ele, estes profissionais terão uma remuneração fixa e uma variável, a depender de metas que serão severamente monitoradas.

- Teremos um departamento de compliance. Vai ter um diretor responsável que vai, nos primeiros 100 dias de mandato, mostrar ao torcedor as regras que serão colocadas. O São Paulo passará a ter um controle efetivo de toda ação de cada colaborador, seja ele abnegado ou profissional.

DIRETORIA DE INOVAÇÃO

Casares pretende criar um núcleo para aproximar o São Paulo da tecnologia e das tendência de mercado, com um diretor contratado. Ele citou como exemplo a ideia de possibilitar que os torcedores possam comprar ingressos diretamente em um aplicativo - aliás, ele prometeu analisar o contrato com a Total Acesso, empresa responsável por este serviço e que frequentemente recebe críticas do público, inclusive com a possibilidade de rompê-lo.

COMITÊ FINANCEIRO

Melhorar a saúde financeira do São Paulo, que viu sua dívida bancária explodir em 2019 e registrou déficit alto, é uma prioridade:

- Um comitê financeiro tem que estudar a anatomia da dívida e os planos de ação. Isso passa por austeridade financeira. Nós temos que ter um trabalho muito ágil para readequar as dívidas no curtíssimo prazo, no médio prazo e no longo prazo. São ações conjuntas que contemplarão medidas rápidas. É um mandato de três anos, temos imensos desafios para atacar, mas se organizar isso, como nós organizaremos, conseguiremos um oxigênio financeiro para o custeio do dia a dia, que vai manter a máquina funcionando e a recuperação dos nossos ativos. Não podemos pensar que um título valha qualquer custo, mas vamos buscar, sobretudo com equilíbrio.

AUTONOMIA DO SOCIAL

Julio propõe o repasse de 5% dos contratos de patrocínio para a área social, que terá um diretor com autonomia para utilizar esta receita, além do dinheiro proveniente das próprias atividades do clube que existe no Morumbi.

- Essa receita não sairá do futebol, porque cada patrocinador já saberá que terá que colocar sua marca na área social, onde atingirá milhares de pessoas. É desafogar o lado do futebol, porque hoje o social tem as suas receitas, vive com aquilo, só que várias vezes vem com uma caneca na mão: "puxa, apoia uma festa italiana, apoia um torneio...". Isso vai acabar. Vamos estar focados no futebol e na saúde financeira, enquanto a área social vai ter sua autonomia, vai ter aqueles recursos e saberá o que é possível fazer, não vai bater na porta do presidente pedindo R$ 50 mil para isso ou aquilo. Se vira com seu dinheiro, porque estou trabalhando no futebol, mas quero uma área social bem cuidada.

LIVES COM O PRESIDENTE

Se eleito, Julio Casares promete utilizar as redes sociais do São Paulo para conversar diretamente com torcedores, em lives com determinada periodicidade. Além da "Live com o Presidente", está nos planos fazer a "Live com o Conselho", em que seriam discutidas questões mais internas da política são-paulina. Segundo ele, o plano é ser o mais transparente possível para convencer o torcedor de que o clube está em um bom caminho.

DESIGN DE CAMISAS

O candidato promete não ficar refém das ideias e dos prazos das fornecedoras de material esportivo para a confecção dos modelos. O mais recente lançamento da Adidas, o da nova camisa listrada, foi marcado por críticas nas redes sociais devido ao grande espaço vermelho nas costas, algo endossado por Julio em suas redes sociais.

- A fornecedora tem que entender que tem que fabricar e distribuir. Nós é que decidimos o design da camisa, ouvindo o torcedor, e nós é que vamos dar o nosso cronograma.

BASQUETE

Julio classifica o basquete são-paulino como um case, por ser uma modalidade auto-sustentável e com grande aceitação dos sócios. A ideia é mantê-lo e até melhorá-lo, segundo o candidato. Sobre outros esportes, só existirão se conseguirem se bancar.

SÓCIO-TORCEDOR COM DIREITO A VOTO?

O assunto não faz parte do plano de gestão de Julio Casares. Questionado sobre essa possibilidade, ele prometeu levar qualquer proposta que apareça para apreciação do Conselho Deliberativo e, se aprovada, para assembleia de sócios. Mas não esconde que tem ressalvas:

- Aqui, apenas um ponto de reflexão: pode aparecer um grande ídolo e, com a votação do sócio-torcedor, ele pode virar presidente sem nunca ter sido gestor de nada. Vemos muito com pessoas populares na TV que viram deputados federais.

BOLSONARO NO PÓDIO?

Casares garantiu que não deixará acontecer no São Paulo o que aconteceu com o Palmeiras, que viu o presidente Jair Bolsonaro participar da cerimônia de entrega da taça do Brasileirão de 2018:

- O São Paulo não será submisso a políticos, seja vereador, deputado, prefeito ou presidente. Quem tem que erguer a taça são jogadores e comissão técnica.



LEIA TAMBÉM: Rogério Ceni estreava pelo São Paulo, há 27 anos, com pênalti defendido na Espanha

São Paulo, julio casares, candidatura, presidente, propostas, gestão
VEJA: Veja como está a recuperação de Rojas após dois anos sem entrar em campo

CONFIRA:
Justiça pode reabrir inquérito contra presidente do Conselho do São Paulo

SPFC MONITORA MERCADO ATRÁS DE REFORÇOS APÓS LESÕES LOTARAM O DM


Comentários (5)

25/06/2020 19:21:30 wilson carlos

Esse merda nem fez porra nenhuma como diretor de marketing imagina como Presidente. MAC na cabeça, esse sim pode reerguer o maior do Brasil.

25/06/2020 17:28:12 Armando Aparecido

tomara que vc casare ganha para presidente marco orelho fica na proxima vez

25/06/2020 17:26:44 Armando Aparecido

Eu estou botando fé no casares todos este plano d governo futuro d casares ey gostei tomara que casares ganha leve o sao paulo d volta ao titulor internacional e nacional d ver o sao paulo voltando ganha uma libertadores d novo afinal sao paulofc é o verdadeiro rei d america eo verdadeiro campeao

25/06/2020 17:03:21 João Vitor

No papel qualquer um escreve, quero ver se o presidente eleito após se sentar na cadeira executiva do SPFC vai cumprir tal mandatario.

25/06/2020 16:05:43 Anilson Silva

São Paulo tá precisando de um presidente

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.
  • publicidade
  • + Comentadas

  • publicidade
  • Fórum

  • Próximo jogo - Brasileiro

    QUA - 19:30 - -
    Lanús
    Lanús
    São Paulo
    São Paulo

    Último jogo - Copa Do Brasil

    Dom - 20:30 - Morumbí
    images/icon-spfc.png
    São Paulo
    2 2
    X
    Fortaleza EC
    Fortaleza EC
    Calendário Completo
  • publicidade
  • Blogs

  • publicidade
  • Untitled Document
    Classificação
    1 Internacional
    2 Flamengo
    3 Atletico-MG
    4 Fluminense
    5 São Paulo
    6 Santos
    7 Palmeiras
    8 Fortaleza EC
    9 Grêmio
    10 Ceará
    11 Atletico Goianiense
    12 Sport Recife
    13 Corinthians
    14 Bahia
    15 Bragantino
    16 Botafogo
    17 Vasco DA Gama
    18 Atletico Paranaense
    19 Coritiba
    20 Goiás
    P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
    35 18 10 5 3 30 15 15 VVVVE
    35 18 10 5 3 32 21 11 VVEVE
    32 17 10 2 5 31 20 11 DVEDE
    29 18 8 5 5 28 21 7 VVEEV
    27 15 7 6 2 20 13 7 EEVVE
    27 18 7 6 5 24 22 2 EVDVD
    25 17 6 7 4 22 20 2 DDDDV
    24 16 6 6 4 16 11 5 EEVEV
    24 17 5 9 3 19 16 3 VDVEV
    22 17 6 4 7 21 24 -3 DEVEV
    22 18 5 7 6 17 24 -7 DVVED
    21 18 6 3 9 18 26 -8 DDDDE
    21 18 5 6 7 21 26 -5 EDVDV
    19 17 5 4 8 22 25 -3 DVDEV
    19 18 4 7 7 21 24 -3 DDEVV
    19 17 3 10 4 17 20 -3 EVVDE
    18 16 5 3 8 19 24 -5 DDDDD
    16 17 4 4 9 13 19 -6 EDDED
    16 18 4 4 10 15 24 -9 DEVDD
    11 16 2 5 9 19 30 -11 DDEED
    Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
    vitoria empate derrota