publicidade

Ex-SPFC brilha no futebol chinês e diz: "Voltaria ao São Paulo, não tenho problema algum com o clube"

Sérgio Mota em ação pelo Guizhou Hengfeng Zhicheng, da China (Imagem: Divulgação)

Quem viu Sérgio Mota atuando nas categorias de base do São Paulo e da seleção brasileira previu uma carreira de sucesso para o jogador. Se o meia não conseguiu o sucesso esperado no Brasil, hoje brilha do outro lado do mundo.



Em solo chinês, Mota vive seu melhor momento na carreira. Atuando na segunda divisão do futebol do país, o meia marcou 15 gols em 2018 pelo Zhejiang Yiteng e se transferiu no ano passado para o Ghizou Hengfeng, clube em que balançou as redes mais 11 vez. Ele nunca pensou que chegaria ao auge tão longe do Brasil."Estou na melhor fase da carreira. Sonhei que chegaria no meu melhor momento, mas não na China. Porém, desde cedo soube que o futebol muda com muita frequência e procurei me preparar para agarrar as oportunidades quando chegassem. Para a grande maioria, o futebol da China é apenas financeiro, porém eles tem investido muito, e creio que em pouco tempo as pessoas não irão pensar mais assim", afirmou Sérgio Mota, em entrevista ao UOL Esporte.



LEIA TAMBÉM: Lugano prevê destino de Cavani na América do Sul: “Acho que antes do Boca, ele vem para o São Paulo comigo"


O idioma na China é complicado. A cultura também é diferente do Brasil, mas procurei ir com a cabeça aberta para aprender a viver da melhor forma possível. Em alguns lugares que frequento, muitos chineses me reconhecem, mas eles são bem tranquilos em questão de se aproximar.

O meia está bastante adaptado ao país e não pensa em voltar ao Brasil tão cedo. Ele tem carinho especial pelo São Paulo, clube que o projetou no futebol, e diz não guardar mágoa do clube, mas não esconde que acredita que o Tricolor queimou etapas com ele.

"Voltaria ao São Paulo, não tenho problema algum com o clube. Tenho gratidão, foi o São Paulo que me projetou. Na minha época o elenco era muito qualificado e com muitos jogadores experientes, talvez por isso a base não tinha muitas oportunidades. Tinha um relacionamento bom, mas era meio moleque, e aí não tínhamos muito diálogo", lembrou.

Do São Paulo, clube em que foi bicampeão brasileiro em 2007 e 2008 apesar de atuar apenas sete jogos nos dois anos combinados, Sérgio Mota foi emprestado ao Ceará, ao Icasa e ao Santo André, mas sem sucesso. Ao fim do vínculo com o Tricolor, rodou por outros cinco clubes brasileiros e não conseguiu se firmar. Se deu melhor na Luverdense, somando 62 jogos e sete gols pelo clube do Mato Grosso.

Falei algumas vezes do suporte [que faltou no São Paulo], porém não tiro as responsabilidades que na época eu não tinha por ser imaturo, como levar as coisas mais a sério e ir atrás das oportunidades.

Sérgio Mota ainda viveu uma experiência nos Estados Unidos quando fechou com o Seattle Sounders, que disputa a MLS, maior liga americana. No entanto, ele nunca pôde jogar a principal divisão.

"Viver nos Estados Unidos foi muito bom, mas tive que jogar pelo segundo time, pois o primeiro tinha ultrapassado as inscrições de estrangeiros. Depois, na negociação de um novo contrato, não entramos em acordo, e resolvi voltar para o Brasil", lembrou.



Apesar da gratidão ao Tricolor, o meia não fecha outras portas no Brasil. Ele tem relação próxima com Maurício Copertino, atual auxiliar técnico do Palmeiras e ex-técnico de Sérgio Mota no Yiteng, e não rejeitaria um convite para defender o rival de seu ex-clube.

"Foi o Maurício que me levou para a China, e lá foi um paizão para mim. Trocamos mensagens por rede social, e sou muito grato a ele por tudo que fez por mim e minha família. Aceitaria sim, tenho uma gratidão enorme pelo São Paulo, mas sou profissional e não vejo o porquê de não aceitar", revelou.

São Paulo, Brilha, Futebol, Chinês, SPFC

VEJA TAMBÉM
- São Paulo redefine postura e aguarda reapresentação de James Rodríguez no clube
- NOVO TITULAR? São Paulo encaminha contratação de lateral titular para Zubeldía
- TOMOU DECISÃO: Zubeldía comunica ao São Paulo sobre negociação com Seleção Equatoriana


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 31 24

Comentários (10)
ouro
14/04/2020 15:53:51 Tricolaço7

Brilhar?

Só se virou lâmpada, pq o futebol que joga é fraquíssimo...

ouro
13/04/2020 02:43:07 Sid_Soberano

Que ele fique por lá,com todo este sucessos que vem tendo lá no futebol chinês!

12/04/2020 21:40:02 9277

Eu achei que pela cara era o Boi Bandido de cabelo raspado, mas na hora que vi Sérgio Mota, que fique por lá mesmo kkkkkk

12/04/2020 19:22:45 Samuel Vilar

É o famoso meia boca.

12/04/2020 14:13:57 Josenildo Silva

Foi mais um que o São Paulo escondeu tanti com medo dos europeus levar o jogador que ate hoje esta escondido no futebol chinês

12/04/2020 09:46:48 Roger Silva

Depender de mim fica na china, no maximo só gostaria de ver o boi bandido pelo SP, e olhe lá.

ouro
12/04/2020 09:36:09 1983SPFC

Futuro melhor do mundo, novo Kaká,

Claro que ele não tem problemas em voltar ao SPFC, né? Tá todo fudido. Pensei que era o O$car.

bronze
12/04/2020 09:30:02 mr.diditricolor89

Sergio Mota kkkkkk de vez em quando o pessoal sempre lembra desses caras, Sergio Mota, Lucas Piazon, Lucas Gaúcho etc...

12/04/2020 08:34:56 Eduardo Ketrine Mafort

Esse é o São Paulo! Queima os garotos, exemplo é o Maia que nem jogou no profissional e ja foi entregue ao barcelona B, pq não irar jogar no principal de cara, e só contrata sulanca, carcaça! Continua, vendendo bem, e contratando mau! E o engraçado, é que awmpre está cheio de dívida!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.