publicidade

Birner: São Paulo X Independiente Medellin

O melhor brasileiro na história da Copa Libertadores da América começa sua décima quarta tentativa de levantar outra vez o mais cobiçado troféu do continente.

Todo o planejamento são-paulino foi feito para a conquista da quarta Libertadores.

O colombiano Independiente, adversário de hoje, veio ao Brasil sem grandes pretensões.

Trouxe apenas 15 jogadores.

O destaque é o centroavante Jackson Martínez, autor de 3 gols na vitória por 4×0 diante do Peñarol na primeira fase, e o da derrota por 3×1, diante do Deportivo Cali, sábado, pelo torneio nacional.

Outro bom jogador é o volante Restrepo.

Contra a equipe aurinegra, em casa, o Independiente foi ousado. Já no Uruguai mostrou muito medo, entretanto era uma situação atípica, pois poderia perder por 3 gols de diferença.

Em regra, o time atua no 3-4-1-2 e avança pelos lados.

Não acho que irá ao ataque em pleno Morumbi.

O São Paulo é favorito para conseguir convincente vitória.

O texto abaixo é do titular José Renato Sátiro Santiago Jr. São detalhes de todas as participações do São paulo desde a estréia em Copas Libertadores da América.

De José Renato Sátiro Santiago Junior

A história do São Paulo em Taça Libertadores começou após a conquista de dois vice-campeonatos brasileiros, de 1971 e 1973.

Em 1972, o Tricolor Paulista eliminou na Primeira Fase o campeão brasileiro Atlético Mineiro e as equipes paraguaias do Olímpia e Cerro Porteño. Nas semifinais caiu diante do Independiente que conquistaria o título daquele ano. Já em 1974, o São Paulo, novamente, eliminou o campeão brasileiro, agora o Palmeiras, na Primeira Fase, e teve sucesso nas Semifinais, frente o Millonarios da Colômbia e o Defensor do Uruguai. Nas Finais, no entanto, novo fracasso, frente ao mesmo adversário de 72, o Independiente. Após vencer a primeira partida da final, por 2 a 1, perdeu as duas partidas seguintes e ficou com o vice-campeonato.

As 3 participações seguintes do São Paulo foram em 1978, 1982 e 1987, e se resumiram a Primeira Fase, após campanhas muito fracas.

Já em 1992, sob o comando de Mestre Telê aconteceu a primeira conquista. Na Primeira Fase, ficou em segundo lugar, atrás do Criciúma, para quem havia sido goleado por 3 a 0 na estréia. A partir da Segunda Fase, o São Paulo incorporou de vez o “Espírito de Libertadores” e eliminou, na seqüência, Nacional do Uruguai, Criciúma e Barcelona de Guayaquil. Nas Finais, duas batalhas frente ao Newell’s Old Boys, com uma vitória de 1 a 0 para cada lado, ocorreu uma memorável decisão por pênaltis. A vitória por 3 a 2 deu o primeiro título sul americano ao Tricolor Paulista.

No ano seguinte, a caminhada começou com uma derrota por 2 a 0 frente ao mesmo adversário da final de 1992, o Newell’s, nas Oitavas de Finais. A partir do jogo de volta, com uma vitória de 4 a 0, o São Paulo voltou aos trilhos e passou por cima de Flamengo e Cerro Porteño, chegando novamente as Finais. O primeiro jogo, nas finais frente ao Universidad Católica, acabou 5 a 1 para o São Paulo e é, até hoje, a maior goleada em uma final de Libertadores. No jogo de volta, derrota por 2 a 0, mas o bicampeonato garantido.

Em 1994, após eliminar Palmeiras, Unión Española e Olímpia, quase conseguiu o tricampeoanto. Nas Finais, no entanto, perdeu a decisão por pênaltis por 5×3 diante do Vélez Sarsfield.

O São Paulo demorou 9 anos para disputar outra Taça Libertadores. Em 2004, passou bem pela Primeira Fase frente ao Alianza, Cobreloa e LDU. Nas Oitavas de Finais, perdeu o primeiro jogo para o Rosário, por 1 a 0, e na volta levou a melhor por 2 a1. Na decisão por pênaltis o Tricolor perdia até a última cobrança do Rosário. O goleiro cobrou e errou. Foi a partir deste momento que Rogério Ceni assumiu de vez a posição de um dos maiores ídolos da história do São Paulo. Rogério defendeu o pênalti do goleiro argentino, em seguida bateu o dele com sucesso e, por fim, defendeu o pênalti. Algo inacreditável que só foi abalado pela eliminação no último minuto frente ao Once Caldas nas Semifinais.

Em 2005, o “São Paulo jogou bem do começo ao fim. Uma campanha excelente desde a Primeira Fase, contra The Strongest, Universidad de Chile e Quilmes nas Oitavas frente ao Palmeiras e nas Quartas contra o mexicano Tigres. Nas semifinais venceu duas vezes o River Plate. Foi o primeiro triunfo em solo argentino na Libertadores. Nas Finais, um empate, em Porto Alegre, frente o Atlético Paranaense, e uma goleada por 4 a 0 no Morumbi. São Paulo se tornava o único time brasileiro tricampeão sul-americano.

No ano de 2006, a campanha voltou a ser ótima, levando vantagem, na Primeira Fase, frente o Caracas, Cienciano e Chivas Guadalajara, nas Oitavas, novamente frente Palmeiras, nas Quartas, contra o Estudiantes e nas Semifinais, contra o Chivas novamente. Nas Finais, no entanto, o Internacional se superou e bateu o São Paulo em pleno Morumbi, por 2 a 1, e com um empate em 2 gols no Beira Rio, impediu o tetracampeonato do São Paulo.

Em 2007, o São Paulo não foi bem, ficou apenas no segundo lugar em seu grupo na Primeira Fase, atrás do Necaxa, o que fez com que cruzasse com o “copeiro”Grêmio que eliminou os paulistas após vitória por 2 a 0 em Porto Alegre. Ano passado, o São Paulo foi líder de seu grupo na Primeira Fase, passou pelo Nacional do Uruguai nas Oitavas, mas caiu frente ao Fluminense, com um gol sofrido já nos descontos.

13 edições disputadas

- 1972: 4° colocado (20 equipes participantes)

- 1974: vice-campeão (21 equipes participantes)

- 1978: 15° colocado (21 equipes participantes)

- 1982: 11° colocado (21 equipes participantes)

- 1987: 17° colocado (21 equipes participantes)

- 1992: campeão (21 equipes participantes)

- 1993: campeão (21 equipes participantes)

- 1994: vice-campeão (21 equipes participantes)

- 2004: 3° colocado (36 equipes participantes)

- 2005: campeão (38 equipes participantes)

- 2006: vice-campeão (38 equipes participantes)

- 2007: 11° colocado (38 equipes participantes)

- 2008: 5° colocado (38 equipes participantes)

199 pontos ganhos

129 jogos disputados

66 vitórias

33 empates

30 derrotas

204 gols pró

119 gols contra

62,97% aproveitamento de pontos

VEJA TAMBÉM
- São Paulo define valor para vender Welington ao Fenerbahçe, de Jorge Jesus, informa jornalista
- Conselho do São Paulo aprova empréstimos que totalizam R$ 25 milhões
- Escalação do São Paulo: elenco encerra preparação para enfrentar a Universidad Católica


SP QUER COMPRAR GABRIEL NEVES; CASARES QUER SOTELDO; VENDA DE GOMES E NESTOR TEM VALOR DEFINIDO JÁ


CONFIRA:Ceni pede e São Paulo retoma as negociações com Soteldo, ex-Santos

VEJA TAMBÉM:Departamento médico do São Paulo: como conflitos internos travam modernização do setor

E MAIS:São Paulo mapeia mercado em busca de goleiro e tem um nome definido, diz jornalista


Avalie esta notícia: 10 6

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.
  • publicidade
  • + Comentadas Fórum

  • publicidade
  • Fórum

  • Próximo jogo - Sudamericana

    Qui - 21:30 - San Carlos de Apoquindo -
    U. Catolica
    U. Catolica
    São Paulo
    São Paulo

    Último jogo - Brasileiro

    Dom - 18:00 - Cicero Pompeu de Toledo
    images/icon-spfc.png
    São Paulo
    0 0
    X
    Juventude
    Juventude
    Calendário Completo
  • publicidade
  • + Lidas

  • publicidade
  • Untitled Document
    Classificação
    1 Palmeiras
    2 Corinthians
    3 Atletico Paranaense
    4 Internacional
    5 Atletico-MG
    6 Fluminense
    7 Santos
    8 São Paulo
    9 Flamengo
    10 Botafogo
    11 Avai
    12 RB Bragantino
    13 Atletico Goianiense
    14 Goiás
    15 Ceará
    16 Coritiba
    17 America Mineiro
    18 Cuiaba
    19 Juventude
    20 Fortaleza EC
    P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
    29 14 8 5 1 27 10 17 VVVVE
    26 14 7 5 2 17 10 7 DVEVE
    24 14 7 3 4 17 15 2 VEEVV
    24 14 6 6 2 21 14 7 EVVDV
    24 14 6 6 2 22 16 6 DEEVV
    21 14 6 3 5 16 14 2 VDEVV
    19 14 4 7 3 18 13 5 EEVEE
    19 14 4 7 3 18 15 3 EVDDE
    18 14 5 3 6 16 15 1 DDVDV
    18 14 5 3 6 16 19 -3 DDVVD
    18 14 5 3 6 17 21 -4 DVVDE
    18 14 4 6 4 20 19 1 VEVED
    17 14 4 5 5 16 19 -3 VVDVE
    17 14 4 5 5 14 17 -3 EEDDV
    17 14 3 8 3 14 14 0 VEEEE
    15 14 4 3 7 16 22 -6 EDDDD
    15 14 4 3 7 11 17 -6 DDEDD
    13 14 3 4 7 9 16 -7 VEDED
    11 14 2 5 7 12 24 -12 DDDDE
    10 14 2 4 8 12 19 -7 EEDVD
    Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
    vitoria empate derrota
29/06/2022 21:43:21