Relembre a última vez: São Paulo x Corinthians no campeonato paulista de 1998
Últimas Notícias
publicidade

Relembre a última vez: São Paulo x Corinthians no campeonato paulista de 1998

0 0 0
A temporada de 1998 do Tricolor começou de uma maneira especial. No dia 25 de janeiro - aniversário do clube e da capital paulista - o São Paulo enfrentou um combinado Santos/Flamengo em um evento que marcou a reinauguração do Estádio do Morumbi (após reformas) e o retorno do ídolo Raí ao Mais Querido.



Esse regresso do camisa 10, contudo, foi somente um aperitivo. Raí passaria ainda pouco mais de quatro meses no Paris Saint-Germain, da França, antes de voltar definitivamente para o Brasil.

Nesse meio tempo, o São Paulo, com um time de jovens promessas, como Rogério Ceni, Denílson, França e outros, alcançou a final do Paulistão após obter a melhor campanha entre todos os participantes – com oito vitórias, um empate e apenas uma derrota na fase inicial (batendo o Santos duas vezes, 3 a 2 e 2 a 1) –, e eliminar o Palmeiras na semifinal (novamente duas vitórias, 2 a 1 e 3 a 1).

Contudo, na primeira partida da decisão, realizada no Morumbi no dia 3 de maio, o Tricolor perdeu por 2 a 1. Assim, para sagrar-se campeão estadual, os são-paulinos necessitavam vencer o “jogo de volta” por qualquer placar.

Um dia antes, 2 de maio. Raí conquistara o último título dele pelo PSG: a Copa da França. Ansioso por vestir novamente a camisa do São Paulo, o meio-campista rescindiu de vez o contrato que possuía com o clube francês, no dia 5, e na tarde seguinte já se encontrava em solo paulistano. Foi apresentado como reforço tricolor na quinta-feira, 7.

“Vamos jogar uma bomba no Parque São Jorge”, disse um diretor são-paulino ao Diário Popular, naquela ocasião. Sim. Raí seria essa bomba. Até aquele instante, o jogador havia marcado sete gols em 15 majestosos, além de ter feito a trinca de gols que deu ao São Paulo o Paulistão de 1991 sobre o rival. “Ele tem pinta de campeão e pode ajudar a equipe nesta reta final de Campeonato Paulista”, complementou.



O próprio Raí não contava com a oportunidade de jogar de imediato: ainda mais uma única partida, justamente em um clássico de final de campeonato. Como o regulamento do próprio torneio nada impedia (Anexo I, Artigo 14, “as associações não terão prazo limite para inscrição de atletas na Seção de Registro da Federação Paulista de Futebol (com base no artigo 230 das Normas Orgânicas do Futebol – CBDF), caberia a Nelsinho Baptista, o treinador do Tricolor, o uso do consagrado jogador, ou não.

Tendo realizado somente um treino, e sempre deixando claro que não gostaria de tirar o mérito dos demais atletas do elenco, que batalharam para chegar até aquela decisão e que viam, então, os holofotes mudarem de lado, Raí assumiu a camisa nº 23, que nunca antes havia sequer cogitado usar pelo Tricolor, e foi para o jogo!

A dúvida era se iria como titular ou se ocuparia um posto no banco de reservas.

Ao subir os degraus que separam o vestiário do gramado do Morumbi e ser visto pela multidão de tricolores presentes ao estádio entre os titulares do time, uma certeza tomou conta da torcida: o São Paulo seria o campeão!



E a certeza se fez realidade logo aos 30 minutos da primeira etapa: Zé Carlos, pela direita, cruzou para área. França escorou de cabeça e Raí testou a bola para o fundo das redes! São Paulo 1 a 0! Com gol dele, do ídolo regresso!

No segundo tempo, o adversário chegou a assustar, empatando a partida aos cinco minutos, contudo, França, duas vezes, aos 11 e aos 37 minutos, selou de vez o destino do troféu do Campeonato Paulista de 1998: o Memorial do São Paulo Futebol Clube!

Coube a Raí, não erguer o troféu – o capitão Márcio Santos assim o fez –, nem ser eleito o melhor jogador (Müller, do Santos) ou o artilheiro do torneio (França), mas ser eternizado com o coro da torcida: “Raí, Raí, o Terror do Morumbi”...



O jogo do título

10.05.1998
São Paulo (SP)
Estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi)
SÃO PAULO Futebol Clube 3 X 1 Sport C. CORINTHIANS Paulista

SPFC:
Rogério Ceni; Zé Carlos, Capitão, Márcio Santos (Bordon) e Serginho; Alexandre, Fabiano, Carlos Miguel (Gallo) e Raí (Víctor Hugo Aristizábal); França e Denílson. Técnico: Nelsinho Baptista.
Gols: Raí, 30'/1; França, 11'/2; França, 37'/2.

SCCP: Nei; Rodrigo (Didi), Cris, Gamarra e Silvinho; Romeu (Edílson), Vampeta, Rincón e Souza (Marcelinho Souza); Marcelinho Carioca e Mirandinha. Técnico: Wanderley Luxemburgo.
Gol: Didi, 5'/2

Árbitro: Sidrack Marinho dos Santos
Renda: R$ 814.680,00
Público: 79.710 pagantes



O artilheiro

França - 12 gols



Campanha

Segunda Fase
07.03.1998 – 3 X 2 – SANTOS Futebol Clube (SP)
10.03.1998 – 5 X 0 – RIO BRANCO Esporte Clube (SP)
15.03.1998 – 0 X 2 – Sociedade Esportiva MATONENSE (SP)
17.03.1998 – 0 X 0 – Associação PORTUGUESA de Desportos (SP)
21.03.1998 – 5 X 1 – SÃO JOSÉ Esporte Clube (SP)
28.03.1998 – 2 X 1 – SANTOS Futebol Clube (SP)
02.04.1998 – 4 X 1 – RIO BRANCO Esporte Clube (SP)
04.04.1998 – 3 X 1 – Sociedade Esportiva MATONENSE (SP)
07.04.1998 – 3 X 1 – Associação PORTUGUESA de Desportos (SP)
12.04.1998 – 6 X 1 – SÃO JOSÉ Esporte Clube (SP)
Semifinais
19.04.1998 – 2 X 1 – Sociedade Esportiva PALMEIRAS (SP)
25.04.1998 – 3 X 1 – Sociedade Esportiva PALMEIRAS (SP)

Finais
03.05.1998 – 1 X 2 – Sport Club CORINTHIANS Paulista (SP)
10.05.1998 – 3 X 1 – Sport Club CORINTHIANS Paulista (SP)

*O clube iniciou o campeonato já na segunda fase.
VEJA: Cuca prevê propostas, e Arboleda pode fazer últimos jogos pelo São Paulo


E MAIS:
São Paulo pode ter 3 reforços em duelo com Corinthians; veja provável time







Comentários (8)

09/04/2019 21:10:03 1983SPFC

Se o Hernanes entrar só na segunda partida, talvez a história pode se repetir.

09/04/2019 14:44:25 Drizzo

Essa final de 98 tem algumas boas semelhanças com a de agora... uma equipe renovada com uma garotada jogando muita bola, Raí no clube, mesmo que no momento seja fora de campo, as peppas foram eliminadas por nós também na semifinal e até a Adidas nos patrocinando como na época kkkkkkk, pra quem gosta de superstições como é o caso do nosso técnico Cuca, está ai um prato cheio

09/04/2019 09:06:28 Claudio Araujo

Faz tempo em...temos que ganhar deles...o primeiro jogo no morumbi vai ser fundamental

09/04/2019 08:10:09 Felipe Fernandes

Pra mim, a melhor partida que Denilson fez pelo São Paulo. Deixou várias vezes Cris na saudade e pedalou pra cima do Vampeta. Link da atuação de Denilson: https://youtu.be/Gkj0vGGXR5U

09/04/2019 02:03:08 ax.tricolor

Eu tinha uma fita cassete desse jogo, eu assisti várias vezes na época do vídeo cassete. Depois gravei na fita cassete a final da Libertadores 2005 e a final do Mundial 2005. Acho que a final do Paulista de 2000 eu também tinha em fita cassete.

08/04/2019 23:46:23 elias almeida

Vamos levantar a Taça no galinheiro das gaivotas....

08/04/2019 23:33:41 Sergio Ricardo Torquato

Otima lembrança, é uma boa oportunidade do Raí conversar com os jogadores motivando as lembranças daquela partida ! Sei que o SP vai fazer o melhor ! Vamos lá SP, vamos ganhar esse campeonato com duas vitórias sobre o curintia !

08/04/2019 23:32:20 SAOPAULO FC

Eu lembro desse jogo , o Corinthians tinha perdido Marcelinho Carioca peo jogo de volta mas o Corinthians entrou com recurso e Marcelinho que era o craque do Corinrhians foi liberado pra jogar , o Sao Paulo por sua vez para trouxe sua pricipal arma que fou o Rai e sagramos campeao !!! Rsrs

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.