publicidade

Oscar e Wellington voltam ao profissional com mais ambição

Jogadores ganharam férias após a Copa São Paulo e garantem estar mais preparados

Na manhã desta terça-feira o meio-campista Oscar e o volante Wellington foram reintegrados à equipe profissional do Tricolor. Os jogadores disputaram a Copa São Paulo deste ano, marcando três gols cada, e ganharam férias após a competição.

Bicampeão mundial sub-17 no ano passado, eleito ainda como melhor jogador daquele torneio, Oscar foi promovido à equipe profissional em 2008. Naquele ano, realizou uma partida como titular, que aconteceu contra o Atlético Paranaense, em 27 de agosto, válido pela Copa Sul-Americana.

Ele compara seu atual momento ao de sua primeira chegada no profissional. "Como jogador eu evoluí em várias coisas do ano passado pra esse, como a minha velocidade, minha força e minha técnica. Como pessoa eu cresci, deixei de ser um menino pra ser homem. Aqui tenho exemplos dos jogadores mais velhos, como o André Dias e o Rogério Ceni, que são um espelho pra mim", afirmou o meio-campista.

Camisa 10 na Copinha, Oscar foi essencial para a excelente campanha dos garotos na maior competição de base do país. O são-paulino comandou o setor ofensivo da equipe, que fez 28 gols do torneio.

"A experiência que consegui lá na Copinha foi ótima, ter o contato com a torcida foi muito importante. Lá é outra coisa porque é base, aqui é profissional e tudo o que você faz já tem que ser certo. Disputar a Taça foi um trampolim pra vir pra cá", disse o atleta.

Já o volante Wellington, que chegou ao clube pela primeira vez no mesmo dia que o Oscar, participou três partidas com o elenco principal: o jogo de estréia no Campeonato Brasileiro de 2008, contra o Atlético Paranaense, no dia 18 de maio; e os dois confrontos da Copa Sul-Americana daquele ano, contra o mesmo adversário, em 12 e 17 de agosto.

Assim como o amigo, o volante também tem no currículo o bicampeonato mundial sub-17, o que ajudou o jogador a crescer como atleta. Wellington considera que mudou praticamente tudo em relação à primeira vez em que foi chamado pelo técnico Muricy Ramalho.

"Mudei muito, estou bem mais maduro e tranquilo. Base é uma coisa e profissional é outra, então hoje já sei como é e estou bem para trabalhar aqui. Já sei o que eu quero na vida e vou procurar fazer de tudo pra ser o certo e eu ter um grande futuro", comentou.

Ao lado de Bruno Formigoni, Wellington foi destaque na Copinha devido à eficiência na marcação da equipe menos vazada na competição: os são-paulinos sofreram apenas cinco gols em sete jogos. E a vivência do torneio trouxe muitas coisas boas para o jogador.

"Dá pra tirar muita coisa da Copinha. No nosso grupo cada companheiro era muito humilde e a gente se considerava uma família. Aprendi lá a trabalhar sempre em conjunto, o que vou tirar para fazer sempre o melhor para o São Paulo", afirmou.

Pela primeira vez a dupla inicia uma temporada junto com o elenco profissional, o que anima os jogadores. Os jovens falam sobre suas expectativas e objetivos para 2009.

"Meu objetivo agora é estar bem preparado pra quando o professor pedir eu mostrar o meu valor e representar bem a base do São Paulo", disse Wellington. "Espero ter uma oportunidade nesse ano, quem sabe com essas competições simultâneas sobre um espaço pra mim. Vou fazer tudo que ir bem se eu entrar em algum jogo", finalizou Oscar.


Oscar em lance no primeiro treinamento com os profissionais em 2009


Wellington disputa a bola com Arouca

VEJA TAMBÉM
- Quatro treinadores recusaram proposta do São Paulo antes do acerto com Zubeldía
- Jornalista afirma que Muricy vai "ter que engolir" Zubeldía
- Luis Zubeldía é o novo técnico do São Paulo


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 6 7

Comentários (5)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.