Prefeitura concede estádio do Pacaembu a consórcio por R$ 110 mi
publicidade

Prefeitura concede estádio do Pacaembu a consórcio por R$ 110 mi

Formado por um fundo de investimento e por uma empresa de engenharia, o ''Patrimônio SP'' ficará com a administração do estádio, após vencer três outros grupos interessados

0 0 0 0
A Prefeitura de São Paulo concedeu o Pacaembu à iniciativa privada nesta sexta-feira, após ter recebido quatro propostas diferentes em agosto de 2018. Com isso, chega ao fim o processo de privatização do estádio da capital paulista. O consórcio vencedor ofereceu mais de R$ 110 milhões para o gerenciamento do estádio e é formado pela construtura Progen, empresa de engenharia, e pelo fundo de investimentos Savona. Trata-se do "Consórcio Patrimônio SP".



LEIA TAMBÉM: Thiago Mendes é alvo do futebol chinês; São Paulo pode embolsar uma boa grana

Os envelopes com as propostas estavam lacrados desde agosto do ano passado e foram abertos apenas nesta sexta-feira. A privatização está autorizada pelos próximos 35 anos e fazia parte de um projeto do ex-prefeito João Doria, do PSDB. Doria deixou a prefeitura em abril do ano passado, para se candidatar ao governo. A conclusão do negócio foi feita por seu sucessor e antes vice, Bruno Covas, também do PSDB.

Além da oferta do Patrimônio SP, a Prefeitura recebeu ofertas da WTorre, empresa que administra o Allianz Parque, do Consórsio Arena Pacaembu, feito pela Universidade Brasil em parceria com o Santos, e da Construcap, empreiteira com participação no Mineirão, em Belo Horizonte.A proposta que mais se aproximou da vencedora foi a da Arena Pacaembu, de R$ 88 milhões. Mesmo assim, ainda muito abaixo da oferta vencedora. A licitação ocorreu um dia depois do Tribunal de Contas do Município liberar o processo. Foi justamente o TCM quem brecou a evolução da licitação no ano passado, quando fez uma série de questionamentos sobre o processo.



SANTOS SE INTERESSA

O Santos, clube que mais atua no estádio, tem interesse em conversar com o consórcio vencedor para não só alinhar as ideias, mas também tentar uma espécie de parceria para os próximos anos. O clube quer jogar a maioria das partidas como mandante em São Paulo e não na Vila Belmiro, em Santos, e, por isso, entende a necessidade de se aproximar dos vencedores.

O próximo jogo do Peixe acontece justamente no Pacaembu, neste sábado, contra o Mirassol, pela sexta rodada do estadual. A Vila passa por reformas.














SPFC,Pacaembu
VEJA: Com crise como empecilho, Sport quer tirar Diego Souza do São Paulo




SPFC ÚLTIMAS NOTÍCIAS: Diego Souza no Sport? Entenda! - Layla Reis




CURTA AS VIAGENS COM DESCONTOS ESPECIAIS DA MANDALA TURISMO CLICANDO AQUI!

Avalie esta notícia: 10 2

Comentários (5)

08/02/2019 19:53:52 Marcelo Altea

O problema nessa privatização é de um local público, para servir aos cidadãos vai para empresários explorar ou seja, acabaram os jogos comemorativos e da molecada, onde o ingresso era um kilo de alimento.

08/02/2019 17:47:40 Pedro Moares

ESTÁ virando app do Santos ? Primeiro Cueva , agora falando de uma possível negociação do Santos pelo Pacaembu? Vai se lascar meu , filtre direito essas noticias de app caramba , aqui é app do SÃO PAULO e não das sereias !

08/02/2019 16:00:57 Osmair Silva

Essa informação e pra quem nao tem estadio como os Lambari que rem aquela favelinha que chamao de estadio e pros gambad que ganhou estadio com nosso dinheiro publico

08/02/2019 15:46:34 renato valente

E o spfc? O que tem ha ver???

08/02/2019 15:46:04 Neymar JR

Quem comprar esse estádio sabe fazer negócio, pq compra e fica alugando ele pq sempre tão jogando ai... E dirrepente paga ele... É um investimento São Paulo não sabe pensar grande nem Reforma o Morumbi como a torcida quer nem faz outro estádio...

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.