Muricy Ramalho: ‘Quase ninguém entende de futebol no Brasil’

Treinador do São Paulo fala sobre Libertadores, seleção brasileira e comenta sua passagem pelo sul do Brasil

Muricy Ramalho não quer ficar marcado como colecionador de títulos brasileiros e estaduais como Vanderlei Luxemburgo. Para um técnico que deseja a seleção brasileira vencer a Commebol de 1994 com os reservas do São Paulo tem peso fraco demais. Precisa de mais vitórias fora do Brasil: a Libertadores e o Mundial de Clubes.

Para isso, vai adotar estratégia idêntica a que o Internacional utilizou em 2006, ano em que o Colorado venceu a Libertadores e o Mundial de Clubes. Já convenceu a diretoria a evitar o desperdício no Paulistão e no Brasileirão. Como Abel Braga fez, Muricy enfim ganhou a permissão de apostar todas as forças na principal competição do continente.

– A Libertadores está engasgada na minha garganta. Já perdi duas. Chega! É preciso acabar com a enganação. Para vencê-la é preciso priorizar. Só técnica não adianta. É preciso jogar com força, encarando o adversário, cobrando o árbitro. Acrescentar um tom mais forte, parecido com o que se joga no Sul – diz, lembrando das duas passagens pelo Inter.

Agência RBS: Qual a sua ligação com o futebol gaúcho?
Muricy: É uma questão de estilo. No Sul, o futebol é levado a sério, como eu gosto. As duas passagens pelo Inter me ajudaram a crescer como técnico. O futebol é competitivo, de preenchimento de espaço, velocidade no contragolpe. Parte do que sei desenvolvi no Inter e coloco em prática no São Paulo.

O Inter tentou contratá-lo de novo este ano. Fez uma proposta indecente (R$ 460 mil mensais). Mas você recusou mesmo ganhando bem menos no São Paulo.

Muricy: Sou muito amigo do Vitório Piffero. Ele me consultou por consultar. Sabia que eu não sairia do São Paulo antes de dezembro de 2009. Tenho palavra. Se existe um legado que quero deixar é que o treinador brasileiro precisa ter caráter. Não pode abandonar o clube no meio do contrato (este ano, Muricy recusou R$ 300 mil livres de impostos do Santos; R$ 300 mil da seleção mexicana e R$ 520 mil do Al Saad do Catar).



Saiba mais sobre a carreira de Muricy Ramalho na Futpédia, a enciclopédia do futebol


E você pensou mesmo que o Grêmio fosse brigar até o fim do Brasileiro?
Sim. Eu não sou burro como muitos. Foi um adversário duríssimo. O Celso Roth fez o time encaixar. Com poucas peças, o Grêmio brigou rodada a rodada conosco. Se fosse campeão não seria nenhuma injustiça.

O problema no Brasil é que pouca gente entende de futebol. O Celso Roth tem de ser aplaudido de pé. O Grêmio fez uma campanha maravilhosa graças ao técnico. Ao técnico, entendeu? Mantendo a base e buscando reforços, o Grêmio será um adversário terrível na Libertadores. E o Inter se arrumou tarde. Mas tem ótimo time e fará sucesso em 2009.

Você não aceita ser chamado de colorado. Trabalharia no Grêmio?

Só trabalhei no Inter e adorei, mas no futuro se houver convite do Grêmio, aceito. Sou profissional, meu filho, não existe clube ou cor de camisa para mim. Não entro nessa.

O São Paulo está se reforçando com jogadores de características físicas muito fortes como Eduardo Costa, Renato Silva, Washington e fechou com o Arouca. O time trocará a técnica pela força?

Não. Apenas acrescentará mais pegada, competitividade. A competição exige. Mas o que eu quero de verdade é jogador envolvido com o clube. Não quero mais jogador com contrato de seis meses como aconteceu com o Adriano, que voltou para a Inter de Milão. Ele não fica com a cabeça no São Paulo. Aqui só jogará atleta com contrato de pelo menos um ano.

Agora, no final de 2008, você se encontrou com Rubens Minelli, também tricampeão brasileiro seguido. Ele foi o grande injustiçado na história da Seleção. Segundo ele, o fato de ter trabalhado mais em São Paulo e no Rio Grande do Sul o prejudicou. Você tem medo de seguir o mesmo caminho?


Não. Hoje, a comunicação, a televisão, conseguiu acabar com o bairrismo. No tempo do Minelli se tinha a impressão que o Rio Grande do Sul era muito longe e estava fora das decisões políticas que eram tomadas no Rio, na CBF. Hoje, não. Todos acompanham de perto e sabem como é o trabalho no Inter, no Grêmio. E eu não tenho essa loucura pela seleção, não faço campanha pela mídia, não tento queimar o Dunga. Nada. Eu quero, mas não vou ficar frustrado se não chegar.

O Dunga merece estar lá?

Os números não mentem. O Brasil é o segundo nas Eliminatórias. O trabalho está ótimo. O Dunga pode cometer os erros dele em termos de relacionamento com a imprensa, deixar o clima um pouquinho mais pesado do que deveria. Mas ninguém pode contestar a eficiência do trabalho dele.

Você planeja trabalhar na Europa?

Para isso você tem de jogar a sua carreira na mão de um empresário forte. Fui procurado (várias vezes por Juan Figer) e não aceitei. Se tiver de ir será natural. Não planejo a minha carreira, eu vivo o dia-a-dia. Está ótimo trabalhar no Brasil, no São Paulo.

Mas você terá um aumento, não é?

Espero que o São Paulo reconheça tudo o que fiz e as propostas que recusei. Mas aqui é um pouco difícil. Se o clube dá um real de aumento quer prorrogar o contrato por um ano. O presidente Juvenal Juvêncio sabe o que eu fiz. Agora é com ele.

Esse seu lado rabugento, de dar resposta atravessada aos repórteres pode ser considerado como um teatro. Agindo assim você não discute taticamente o seu time...

De jeito nenhum, mas há um pouco de verdade nisso que se fala. Eu não gosto de expor taticamente a maneira como eu monto a minha equipe. O São Paulo entra em campo preparado para atuar em dois, três esquemas completamente diferentes durante o jogo. E isso acontece. Mas do que adianta falar, explicar? Quase ninguém entende de futebol no Brasil. Todos vêem e ninguém enxerga.

Aqui é tudo na base da festa ou da preleção, com imagens dos parentes chorando. Vídeos que são mostrados quando os times ganham. E quando perdem? Há muita enganação, showzinho para a televisão. Mas vou fazendo o meu, cuidando da minha vida e do meu time. O resto que se dane!


VEJA TAMBÉM
- NOVO REFORÇO! São Paulo oficializa a contratação do atacante Erison
- São Paulo se reapresenta no CT após Majestoso e com desfalque de laterais; confira
- Caio Paulista é apresentado, cita Diniz e revela ligação de Ceni antes de acerto com São Paulo


CONFIRA:Clube da Premier League tem negociações avançadas por cria do São Paulo; Tricolor pode faturar 'bolada'

VEJA TAMBÉM:Erro de planejamento? Ceni manda a real e admite equívoco da diretoria após derrota em clássico

E MAIS:São Paulo monitora zagueiro do Porto que passou por Grêmio, Vasco e Fluminense para reforçar elenco

Avalie esta notícia: 13 5

Comentários (1)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.
  • + Comentadas Fórum

  • publicidade
  • Fórum

  • Próximo jogo - Paulista

    Dom - 16:00 - Bruno José Daniel -
    Santo André
    Santo André
    São Paulo
    São Paulo

    Último jogo - Paulista

    Dom - 18:30 -
    images/icon-spfc.png
    São Paulo
    1 2
    X
    Corinthians
    Corinthians
    Calendário Completo
  • publicidade
  • + Lidas

  • publicidade
  • Untitled Document
    Classificação
    1 Palmeiras
    2 Internacional
    3 Fluminense
    4 Corinthians
    5 Flamengo
    6 Atletico Paranaense
    7 Atletico-MG
    8 Fortaleza EC
    9 São Paulo
    10 America Mineiro
    11 Botafogo
    12 Santos
    13 Goiás
    14 RB Bragantino
    15 Coritiba
    16 Cuiaba
    17 Ceará
    18 Atletico Goianiense
    19 Avai
    20 Juventude
    P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
    81 38 23 12 3 66 27 39 VVEVD
    73 38 20 13 5 58 31 27 VDVVV
    70 38 21 7 10 63 41 22 VVVVV
    65 38 18 11 9 44 36 8 EVVED
    62 38 18 8 12 60 39 21 VDDED
    58 38 16 10 12 48 48 0 DVDEV
    58 38 15 13 10 45 37 8 VEDVV
    55 38 15 10 13 46 39 7 VDEVV
    54 38 13 15 10 55 42 13 VEDDV
    53 38 15 8 15 40 40 0 EVVDE
    53 38 15 8 15 41 43 -2 VDVVD
    47 38 12 11 15 44 41 3 DVEDD
    46 38 11 13 14 40 53 -13 EDVDD
    44 38 11 11 16 49 59 -10 DVDDD
    42 38 12 6 20 39 60 -21 DVVED
    41 38 10 11 17 31 42 -11 VVEDV
    37 38 7 16 15 34 41 -7 DDDDV
    36 38 8 12 18 39 57 -18 DDEEE
    35 38 9 8 21 34 60 -26 DDEVV
    22 38 3 13 22 29 69 -40 DDDED
    Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
    vitoria empate derrota
02/02/2023 15:29:54