publicidade

Goiás é punido pelo STJD e não joga mais no Serra Dourada em 2008

Clube perde três mandos de campo e mais R$ 50 mil por briga entre torcedores. Jogo contra o São Paulo deve ser em Itumbiara

O Goiás foi punido nesta segunda-feira com a perda de três mandos de campo e mais R$ 50 mil pela Primeira Comissão Disciplinar do STJD por briga entre torcedores do Alviverde e do Cruzeiro, no dia 2 de novembro, e não joga mais no Serra Dourada em 2008. Apesar de ser o único dos quatro primeiros colocados a atuar fora de casa na última rodada, o São Paulo foi o maior beneficiado. A partida deve ocorrer no Estádio Juscelino Kubitschek, em Itumbiara, local que também receberá o Botafogo no próximo fim de semana e fica a 204km de Goiânia. O estádio tem capacidade para 20 mil pessoas.



Para piorar a situação do Esmeraldino, o auditor requisitou à Procuradoria que observasse o artigo 170 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que diz respeito à interdição do estádio.



Após o julgamento, a defesa do Goiás declarou que irá recorrer da decisão e entende que a pena aplicada foi exagerada.



- Os Auditores dizem que é para que seja aplicado o caráter pedagógico da pena à torcida. Mas nós não concordamos e vamos interpor Recurso. A Procuradoria chegou a pedir a interdição do Serra Dourada, que não foi acolhida pela Primeira Comissão Disciplinar. A Procuradoria pode até recorrer para que o Estádio seja interditado, mas nós entendemos que isso seria uma pena injusta não apenas ao Goiás, mas para todo o futebol goiano - declara o advogado João Bosco ao site Justiça Desportiva.



Entenda o caso



Na ocasião, houve um conflito na arquibancada entre torcedores dos dois times. O árbitro Paulo César de Oliveira paralisou o jogo por um minuto. A súmula registrou que o policiamento tomou as medidas necessárias, utilizando balas de borracha e bombas de efeito moral. No entanto, imagens que mostraram a lentidão da Polícia Militar foram citadas na denúncia. Além disso, foi alegado que o tumulto ocorreu pela falta de grades para separar as torcidas, fatores que levaram a Procuradoria a incluir e punir o Goiás baseado no artigo 213 (Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça de desporto) do CBJD.

VEJA TAMBÉM
- Quatro treinadores recusaram proposta do São Paulo antes do acerto com Zubeldía
- Jornalista afirma que Muricy vai "ter que engolir" Zubeldía
- Luis Zubeldía é o novo técnico do São Paulo


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 7 4

Comentários (1)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.