publicidade

Rapidinhas do clássico do Canindé

São Paulo (SP) - Luto: Antes de a bola começar a rolar no Canindé, foi respeitado um minuto de silêncio em homenagem a Hamilton Fernandes, conselheiro do São Paulo, que faleceu na última quinta-feira. Os jogadores do Tricolor participaram do jogo com uma tarja preta no braço esquerdo.

Homenagem confusa: Por pouco a homenagem preparada para o zagueiro Erick por sua 100ª partida com a camisa da Lusa não foi estragada. O jogador entrou em campo com a camisa número 100 às costas, mas com o calção com o número dois, o que o impediria de atuar. A solução encontrada foi colocar um esparadrapo para tampar o número do calção.

Presente à torcida: Os jogadores da Lusa entraram em campo trajados com o terceiro uniforme, preto, mas não encararam o São Paulo com a bonita vestimenta. Tiraram a camisa momentos antes de a bola rolar e atiraram para os torcedores, nas arquibancadas.

Invencibilidade: A vitória sobre a Lusa levou o São Paulo a 14 jogos de invencibilidade no Campeonato Brasileiro, recorde na atual edição da competição nacional. Na temporada, são 15 as partidas sem perder. A última derrota aconteceu no dia 17 de agosto, para o Grêmio, no Olímpico.

VEJA TAMBÉM
- ONDE ASSISTIR: Vasco x São Paulo pelo Brasileirão
- Vai sair? Titular comenta possibilidade de transferência para o Cruzeiro
- Zubeldía reconhece desempenho ruim, justifica time no banco e revela lesão


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 7 5

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.