publicidade

2004: Vagner Love faz torcida vaiar Ceni e Luís Fabiano

O São Paulo tinha tudo para ter uma semana bastante tranqüila. A equipe enfrentaria o Once Caldas na quarta-feira e, caso vencesse pelo placar mínimo, estaria de volta à uma final de Libertadores. No final de semana, o adversário seria o Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro.

Mas a semana não terminou como o esperado. Na quarta-feira, o Tricolor de Cuca foi eliminado pela zebra Once Caldas, com um gol nos acréscimos. A derrota por 2 a 1 foi o estopim para a torcida são-paulina, que passou a protestar, e muito, contra o time.

O clássico seria o ápice dos protestos. Em campo, o Palmeiras deitou e rolou e fez a sua parte. Muñoz abriu o placar para o Verdão, e Vagner Love ampliou, aproveitando rebote de Rogério Ceni. O ídolo tricolor, já unanimidade entre os torcedores, foi vaiado pela primeira vez desde que assumira a condição de titular.

E não foi só Ceni que teve problemas com a torcida tricolor. Artilheiro do time na época e único jogador da equipe na Seleção Brasileira, Luís Fabiano também foi alvo de perseguições. Chamado de pipoqueiro, Fabuloso ficou triste com o São Paulo e, meses depois, foi negociado com o Porto.

Ah, antes que esqueçamos. O São Paulo diminuiu o placar nos minutos finais da partida, em chute do lateral Cicinho. Mas àquela altura a torcida já não queria saber de mais nada... As glórias voltariam em 2005. Justamente contra o rival verde...

VEJA TAMBÉM
- Jornalista afirma que Muricy vai "ter que engolir" Zubeldía
- Luis Zubeldía é o novo técnico do São Paulo
- Direção faz reunião com treinador e fica próximo de acordo


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 8 7

Comentários (1)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.