publicidade

2002: Regulamento ridículo tira Palmeiras do Rio-São Paulo

O futebol brasileiro nunca foi um celeiro de bons regulamentos para campeonatos. Uma boa prova disso aconteceu no Torneio Rio-São Paulo de 2002. Aqui, começa a história de Palmeiras e São Paulo na temporada.

Os rivais se classificaram para a disputa da semifinal da competição. O vencedor deles pegaria ou Corinthians ou São Caetano, postulantes a outra vaga na decisão. O Timão seria o classificado, após um empate e uma vitória no Morumbi.

Mas o duelo entre Tricolor e Verdão foi diferente. Na primeira partida, um empate por 1 a 1 manteve a esperança de ambas as partes. No segundo jogo, o São Paulo abriu o placar, com Rogério Ceni, em cobrança de falta, mas sofreu a virada.

No final, o Tricolor chegou ao gol de empate, em cabeçada de Gustavo Nery. Com mais um empate, a Federação Paulista de Futebol fez valer o regulamento, que previa que a equipe com menor número de cartões no duelo se classificaria.

E foi desta forma que o São Paulo chegou à final do Rio-São Paulo. O time recebeu apenas dois cartões no confronto, enquanto o Palmeiras foi penalizado em três oportunidades. Brincadeira ou não, foi isso que aconteceu...

VEJA TAMBÉM
- São Paulo quer contratação de novo volante para reforçar o elenco no meio-campo
- ALVO DE MUITAS CRÍTICAS! Ex-São Paulo tem saída decretada por torcedores após derrota para o Tricolor
- VITÓRIA DO TRICOLOR! São Paulo supera o Grêmio e retorna ao G-4, mantendo gaúchos na degola


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 5 2

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.