publicidade

1994: Palmeiras pára no paredão chamado Zetti

Atual bicampeão da Libertadores, o São Paulo teve a chance de voltar a conquistar o torneio em 94. Para isso, o time de Telê Santana (que havia entrado já nas oitavas-de-final, por ser o campeão) teria de passar pelo estrelado Palmeiras.

O Verdão tinha estrelas até demais. Zinho, Evair, Edmundo, Roberto Carlos, César Sampaio e Edilson eram alguns dos nomes comandados por Vanderlei Luxemburgo, até então no começo de sua carreira.

O São Paulo vinha de uma reformulação e alguns nomes que marcaram o time bicampeão mundial já não estavam mais. Sobraram Cafu, Muller, Palhinha. Além, é claro, do personagem da partida: Zetti.

O goleiro são-paulino fez certamente a melhor partida de sua carreira no primeiro confronto entre os times. No Pacaembu, Zetti fez ao menos seis defesas impossíveis, em um bombardeio palmeirense, e garantiu o empate sem gols.

Três meses depois, por causa da Copa do Mundo, os times voltaram a se enfrentar. Aqui, o São Paulo foi novamente mais feliz e venceu por 2 a 1, classificando-se para a etapa seguinte. Euller, abusando da velocidade que o caracterizaria como Filho do Vento, marcou os gols são-paulinos. Evair, em cobrança de falta, diminuiu.

VEJA TAMBÉM
- Jornalista afirma que Muricy vai "ter que engolir" Zubeldía
- Luis Zubeldía é o novo técnico do São Paulo
- Direção faz reunião com treinador e fica próximo de acordo


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 12 10

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.