publicidade

Alex Mineiro: 'Joguei pouco ao lado do Dagoberto, que é rápido e inteligente'

Artilheiro do Palmeiras não teve a oportunidade de fazer dupla ofensiva com o atacante do São Paulo por muito tempo no Atlético-PR, em 2002

Os atacantes Alex Mineiro, do Palmeiras, e Dagoberto, do São Paulo, jogaram juntos no Atlético-PR em 2002. Mas a parceria durou pouco e não fez muito sucesso no futebol paranaense. A dupla estará em campo neste domingo, às 16h, no Palestra Itália, pelo Campeonato Brasileiro. Mas em lados opostos. O palmeirense tem uma facilidade imensa para balançar as redes dos adversários, enquanto o são-paulino tem habilidade e sabe driblar em velocidade.



- A minha parceria de sucesso no Atlético-PR foi com o Kléber Pereira, do Santos. Fomos campeões brasileiros em 2001. Naquela oportunidade, o Dagoberto não foi aproveitado no time de cima. Acredito que ele não jogou nenhuma partida e vinha brilhando nas categorias de base - lembra Alex Mineiro.



Em 2002, assim que Dagoberto passou a atuar no time profissional do Atlético-PR, a parceria com Alex Mineiro aconteceu em algumas partidas. Mas, apesar de admirar o talento do atacante do São Paulo, o artilheiro do Palmeiras admite que não teve o privilégio de jogar muito tempo com ele.



- Joguei pouco ao lado do Dagoberto, que é rápido e inteligente. Fizemos alguns jogos juntos em 2002. Mas nem preciso falar dele. Todo mundo sabe que o São Paulo tem um grande jogador, que faz função semelhante a do Kléber, aqui no Palmeiras. Ele abre espaço para os companheiros, caindo pelos lados direito e esquerdo, e fazendo passes precisos - explica Alex Mineiro.

O artilheiro do Palmeiras acredita que ele e o atacante do São Paulo serão bem marcados no clássico deste domingo. Alex Mineiro lembra que sempre é assim, principalmente quando o adversário atua com três zagueiros, como é o caso do próximo adversário. Mesmo assim, ele está otimista e espera deixar a sua marca na rede.



- Os gols do Palmeiras são mais concentrados em mim. É por isso que recebo uma marcação forte. Não será diferente no clássico contra o São Paulo. Mas preciso aproveitar a suspensão do Kléber Pereira, que não jogará pelo Santos, para fazer gols e me aproximar da artilharia. Não posso perder essa oportunidade - brinca o homel-gol alviverde.

VEJA TAMBÉM
- São Paulo faz jogo duro, mas precisa negociar jogadores para equilibrar o caixa
- São Paulo recusa proposta milionária por Beraldo
- MOEDA DE TROCA! Tricolor oferece Neves para ter Ferreira


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 7 14

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.