publicidade

Andreas, o inimigo número 1 do país

Andreas Sanchez foi o primeiro a dizer não para a criação de uma liga de clubes, quando o Clube dos 13 elegeu Fábio Koff para tal missão.

Sentou-se ao lado de Ricardo Teixeira, abraçou a Globo, e conseguiu destruir a União dos clubes, negociando cotas de TV separadamente e fortalecendo a CBF.

Ganhou de presente o cargo de chefe da delegação da Seleção Brasileira.

Posteriormente, ganhou um cargo remunerado na instituição máxima do futebol. Cargo que não existia.

Colocou Mano como técnico.

Brincaram de valorizar jogadores e prejudicar clubes com convocações.

Viabilizou o Estádio do Curinthia com dinheiro público.

E colocou a abertura da Copa lá.

Esbanjou poder.

Aí a casa caiu para Ricardo Teixeira.

Nem a amizade com Lula segurou Teixeira.

E Dilma não queria manchar seu governo.

Com uma Copa chegando a FIFA pressionou.

Ricardo Teixeira se afastou.

Marin assumiu para dar continuidade ao trabalho do Don Corleone brasileiro.

E como poder vicia, Marin resolveu mudar os rumos.

Como era de se esperar, Mano caiu.

Marco Polo Del Nero se tornou o braço direito.

Sanchez saiu antes que saíssem com ele.

Arrumou uma boquinha no governo do Haddad em São Paulo.

Poderia ficar quietinho e aproveitar o que restou.

Mas poder vicia.

A intenção era concorrer ao cargo de presidente da CBF em 2014.

Mas Marin não vai facilitar. Marco Polo Del Nero é seu candidato.

E se Felipão trouxer o caneco, a situação fica muito forte.

Andreas quer o poder de novo. Está descontrolado.

Pretende agora, convenientemente, criar uma liga de clubes.

Tirar poder da CBF.

E para isso, se rebaixou e recorreu ao seu principal rival.

Aquele com quem trocou insinuações e provocações por tantos anos.

O megalomaníaco Juvenal Juvêncio, presidente do São Paulo.

Certamente vai atrás de Kalil do Atlético-MG e de Luís Álvaro, do Santos.

E a briga pelo poder do futebol brasileiro vai continuar.

E por incrível que pareça, esse texto não é sobre futebol.

É sobre a forma que o poder funciona no país.

Se depois de tudo que Andreas fez, ainda é exaltado pela torcida curinthiana, e consegue planejar um golpe de Estado na CBF, você começa a pensar o que não fazem em Brasília.

E começa a pensar se seria tão difícil garantir a segurança em São Paulo.

Ou se alguém está tirando vantagem da maior cidade do país estar sitiada.

Oras, se a discussão é qual vence amanhã, Curinthia ou Chelsea, eu diria que o crime compensa.

A política do pão com circo nunca deixou de existir. Ela ficou ainda mais forte com o que a população fez nas urnas a uma década atrás.

E não há perspectiva de melhora.
Avalie: 9 5

Comentários (3)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.


Últimas Notícias

3/7/2022
2/7/2022
  • publicidade
  • + Comentadas Fórum

  • publicidade
  • Fórum

  • Próximo jogo - Brasileiro

    Dom - 16:00 - Antônio Accioly -
    Atletico Goianiense
    Atletico Goianiense
    São Paulo
    São Paulo

    Último jogo - Sudamericana

    Qui - 21:30 - San Carlos de Apoquindo
    https://media.api-sports.io/football/teams/2994.png
    U. Catolica
    2 4
    X
    São Paulo
    São Paulo
    Calendário Completo
  • publicidade
  • + Lidas

  • publicidade
  • Untitled Document
    Classificação
    1 Palmeiras
    2 Atletico Paranaense
    3 Atletico-MG
    4 Corinthians
    5 Internacional
    6 Fluminense
    7 Flamengo
    8 Santos
    9 São Paulo
    10 Botafogo
    11 Avai
    12 RB Bragantino
    13 Ceará
    14 Atletico Goianiense
    15 Goiás
    16 Coritiba
    17 America Mineiro
    18 Cuiaba
    19 Juventude
    20 Fortaleza EC
    P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
    29 15 8 5 2 27 12 15 VVVED
    27 15 8 3 4 19 15 4 EEVVV
    27 15 7 6 2 24 17 7 EEVVV
    26 15 7 5 3 17 14 3 VEVED
    25 15 6 7 2 22 15 7 VVDVE
    24 15 7 3 5 20 14 6 DEVVV
    21 15 6 3 6 18 16 2 DVDVV
    19 15 4 7 4 19 15 4 EVEED
    19 14 4 7 3 18 15 3 EVDDE
    18 14 5 3 6 16 19 -3 DDVVD
    18 14 5 3 6 17 21 -4 DVVDE
    18 14 4 6 4 20 19 1 VEVED
    18 15 3 9 3 15 15 0 EEEEE
    17 14 4 5 5 16 19 -3 VVDVE
    17 14 4 5 5 14 17 -3 EEDDV
    15 14 4 3 7 16 22 -6 EDDDD
    15 14 4 3 7 11 17 -6 DDEDD
    13 14 3 4 7 9 16 -7 VEDED
    11 15 2 5 8 13 26 -13 DDDED
    10 14 2 4 8 12 19 -7 EEDVD
    Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
    vitoria empate derrota
03/07/2022 10:55:33