por Wender


Erro de arbitragem é inadmissível. Não dá mais. (por Peixoto).

Por wenderpeixoto   10/Abr/2013 14:01 765 62,2% 37,8%


Deveria se trabalhar para haver o mínimo possível de falhas em algo que envolve paixão e $$$ milhões. Eu vejo futebol como um item valioso guardado no banco. Ou seja, vale milhões, envolve paixões e não pode haver falhas na segurança do item protegido.

Pessoas me dizem. Ah Peixoto, isso faz o futebol ter graça. Você realmente acha graça nisso? É justo? Não critico os árbitros e auxiliares. Hoje o futebol é rápido demais até para os olhos humanos, quanto mais fisicamente. Você acha realmente fácil marcar um impedimento, por exemplo?
Como é possível para uma pessoa prestar atenção em dois alvos simultâneos, a bola e os jogadores? Sendo que a distancia entre os dois alvos são de trinta a quarenta metros. Ah Peixoto, eles são profissionais treinados para isso. Isso é desumano!
A graça do futebol não é o erro, mas os acertos. São os belos gols que dão graça e promovem o espetáculo. O lance bonito, o jogo duramente disputado. Não os erros.

Uma das coisas que me irrita profundamente é a autoridade inquestionável dos árbitros. Dentro ou fora de campo, ao contrário dos jogadores, árbitros fazem o que querem, o que pensam. Erram constantemente e não recebem punição ou raramente são punidos. Hoje se vê muito mais jogos decididos por “juízes”. Algumas partidas onde o juiz foi muito mais relevante no resultado do que os próprios jogadores. São verdadeiros juízes por definição.
A arbitragem hoje é uma pagina feia no futebol, nojenta. E qual é a solução? Inserir o “arbitro eletrônico” urgentemente.

Ah Peixoto. Mas se fizer na primeira divisão tem que se fazer até na série D por justiça. Claro que não. Explico novamente.
Futebol é como um bem muito valioso que você precisa zelar pela segurança. Quanto mais importante for o jogo e o campeonato, mais elementos deve haver para impedir o prejuízo, dano, extravio. Como se guarda itens valiosos? Os recursos de segurança são proporcionais ao valor. Há que se levar em conta também o incalculável, a paixão e a importância pessoal. Se for um item de valor razoável, guarda-se em um cofre pessoal dentro de casa. E de grande valor guarda-se em um banco. Se for de pequeno valor só precisa estar seguro em um local que você tenha fácil acesso. Tudo é proporcional à importância. Futebol é exatamente isso.

Um jogo de série D tem a mesma importância que um jogo decisivo de série A? Claro que não. Há o mesmo impacto financeiro? Não. Existe paixão? Sim, muito menor. Então quanto mais importante for o jogo mais recursos de segurança deve haver, proporcionalmente, para garantir que grandes somas de dinheiro investidas não sejam ignoradas. Deve-se cuidar do futebol como um tesouro valioso a ser zelado, justamente pelo grande fator paixão envolvido. Futebol não é socialista, mas capitalista. É necessário dizer isso antes que alguém apregoe a igualdade de condições em um jogo São Paulo x Atlético MG e um jogo Piauiense x Amazonense.

Lances capitais para o resultado do jogo devem, obrigatoriamente, permitir o desafio da equipe supostamente prejudicada. Marcação de impedimento errado é um caso recorrente e faria parte. A mesma coisa para pênaltis. O técnico vitimado lançaria um pano vermelho no campo. O arbitro seria obrigado a parar o jogo para conferir eletronicamente, por um monitor, se a decisão foi acertada ou não, reunindo-se com os auxiliares. Se o técnico estiver certo, pênalti. Se o técnico estiver errado, haveria um escanteio contra o time dele para não banalizar o desafio. Tem que punir a equipe do técnico equivocado por ter parado o jogo.

Todo gol marcado deveria ser revisado automaticamente pelo corpo de arbitragem da partida. Ah Peixoto, novamente. Mas isso atrasaria muito o jogo parando-o. Diga-me então o que acontece em campo naquelas “reuniões” em lances polêmicos. Perde-se muito tempo de jogo, igualmente.

Postem sugestões para melhorar a arbitragem nos jogos de futebol.

Abs.
Peixoto.



Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!.

Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.