por Wender


Elogiar é preciso, criticar também. Erros pontuais do Ney Franco (por Peixoto).

Por wenderpeixoto   17/Mar/2013 12:51 569 71,9% 28,1%


Certa vez ouvi uma frase que cliente bom é o que reclama, porque evidencia oportunidades de melhoria.
No ano passado e no início deste cansamos de postar tópicos enumerando as virtudes do Ney Franco. Mas vou listar alguns equívocos inconcebíveis por parte dele que estão corroborando com a péssima fase do time:

Primeiro. A quantos jogos estamos vendo jogadores melhores no banco que o Ney Franco não deixa jogar no time principal? Alguns sequer são eventualmente relacionados para o banco como o Canete.

Segundo. A quantos jogos a torcida detona Douglas e Cortez, mas eles não saem do time principal? Já vimos jogadores serem colocados no banco, como cobrança de desempenho. Assistimos os casos do Wellington e Rhodolfo. No entanto, Douglas e Cortez não saem do time. Por quê?

Terceiro. Insistir que o time do São Paulo joga com Douglas e mais dez. Se ele não é lateral, se torna terceiro atacante. O Ney Franco considera esse jogador a peça principal do esquema. Lá na Argentina chegou a montar um falso 3-5-2, onde o Tolói virou lateral e Douglas, o terceiro atacante. Afirmou certa vez que Douglas era ideal para substituir o Lucas.

Quarto. Quando o Ney Franco colocou Ganso e Jadson “juntos”, porque ele não escalou os dois centralizados no 4-4-2 tradicional? Mas ele colocou o Jadson no lado do campo como terceiro atacante para satisfazer o seu 4-2-3-1. No segundo teste os dois jogaram “juntos” novamente e foi Ganso quem jogou no lado do campo. E ainda vem torcedor dizer que os dois não jogaram bem juntos? Mas eles não atuaram na essência de suas melhores características.

Quinto. Desde quando o Paulo Miranda se machucou, porque ele não manteve a coerência de escalar um zagueiro na lateral direita? Não temos zagueiros com boa qualidade de saída de bola para aquela faixa, enquanto não temos um lateral de peso para jogos importantes?

Sexto. Se o Aloísio é o reserva imediato do Luis Fabiano, o que ele está fazendo no time principal? Os especialistas em futebol dizem que nenhum ataque funciona com dois centroavantes, porque um deles precisaria jogar fora de suas virtudes.

Sétimo. O time vem, de forma crescente, perdendo organização tática, ocupação de espaços e padrão de jogo. Todas as vezes que vejo mais da metade dos jogadores de uma equipe rendendo abaixo do esperado, isso é resultado de falha no esquema e/ou desempenhos individuais fracos. Estamos presenciando os dois, sendo que as duas situações são de responsabilidade do comandante da comissão técnica. Ora, se um jogador não rende e compromete, coloque no banco. No entanto, se o técnico não age, assume inteira responsabilidade.

Oitavo. Desnecessárias improvisações constantes de jogadores em outras posições.

Nono. Está mostrando que não explora as melhores características dos jogadores que há no elenco, e somente consegue utilizar uma opção tática.

Décimo. O Ney Franco não tem, atualmente, canal de diálogo com os principais jogadores do elenco. Cito Luis Fabiano, Rogério Ceni, Lúcio, Ganso e talvez outro. São jogadores inteligentes, líderes por natureza e formadores de opinião. No organograma de uma equipe, se o técnico não for humilde para conversar e ouvir os líderes do elenco o ambiente de vestiário racha. O técnico perde liderança.

E só para terminar. Quanta ingenuidade do Ney Franco ao não escalar o Ganso, mesmo se estivesse em péssimo momento. Colocasse-o para jogar, transferindo toda a responsabilidade escalando ele no time principal. Se o time for mal com Ganso, coloque-o para as entrevistas para tomar pancada da imprensa.
Se o Ganso jogar mal, a culpa não é do técnico, mas de quem o contratou. Mas escalar a principal contratação da diretoria no banco é o mesmo que disparar um tiro no pé.

O torcedor também enxerga jogo e sente o ambiente. Tudo ou quase tudo escrito acima está sendo ouvido e visto a mais de um mês dentro da torcida e nos canais de imprensa.

Abs.
Peixoto.


Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!.

Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.