Análise do jogo contra o Flamengo, dia 02/07/17 - SPFC.Net

Logotipo

Instagram
02/07/2017 - 23:08 | Visualizada 4043 vezes |

Comunidade: Análise geral do São Paulo Futebol Clube

Análise do jogo contra o Flamengo, dia 02/07/17

Postado por: Gorila

O time mais uma vez não conseguiu criar chances claras de gol. Na maioria do tempo com a bola, não conseguiu passar do meio de campo com ela. E quando passou, nada fez. Talvez duas jogadas, uma com Cueva que demorou a chutar na entrada da área, e outra com Cueva também onde o adversário tirou quase debaixo da trave.

Nos gols sofridos, o primeiro, na minha opinião, não foi falta. O jogador do São Paulo não entrelaçou a perna do jogador do Flamengo, e sim o jogador que colocou a perna no momento da passada, e acabou travando tanto a perna dele como a do adversário. Mas como o juiz estava mais lerdo do que tartaruga, deu a falta. O goleiro nem pulou na bola, não estava tão longe da bola para desistir assim facilmente da defesa.

No segundo gol o Rodrigo Caio faz a mesma coisa que o goleiro na jogada anterior, ele finge que vai cercar e dar um bote na bola, mas fica parado vendo o jogador passar a bola. Talvez se ele tivesse dado aquele bote que ele sempre dá, mesmo que errado, deitado no chão, pudesse ter atrapalhado um pouco a jogada.

Nessa partida algumas vezes os zagueiros eram os que carregavam a bola até o meio de campo. O Lugano com a sua jogadinha típica de fazer um lançamento na diagonal, raras vezes acertou. Rodrigo Caio avançando e passando errado e tomando contra-ataque. Visivelmente são jogadas que não dão certo e vem já há algum tempo acontecendo. Não é possível que um treinador não corrija isso. Talvez seja possível que seja ideia dele insistir em tais jogadas. Não é compreensível ter investido em Jucilei, Petros, Cueva, e etc... e pedir para um zagueiro sair jogando até o meio de campo sem tocar para nenhum jogador de meio campo.

Quanto aos jogadores da frente, este jogo assistiram a defesa jogar, pouco pegaram na bola. Outra vez colocou o Wellington Nem, que mais uma vez não mudou nada na partida.

Quanto às declarações do Rogério, pô Rogério, você que diz ter ido estudar fora para se tornar um técnico, você que diz ter ideias revolucionárias para comandar o time e tornar o time campeão.... simplesmente você não pode encerrar uma partida e reclamar da distância da barreira que supostamente o juiz deixou ou não de ajeitar.... você não pode ficar fazendo gestos para o juiz toda vez que ele apita alguma coisa.... parece que você tá mais preocupado com o que o juiz faz do que em coordenar a equipe. Nem aqui e nem em nenhum lugar do mundo o juiz retorna a marcação porque o técnico deu ataque de nervo na beirada do campo, então acho que passou da hora de deixar de reclamar da arbitragem.





Atenção ! Para comentar você deverá fazer parte desta comunidade